28 de janeiro de 2017 às 15:10

Com presença do governador, abertura da colheita do milho é realizada neste sábado

Governador acompanha da colheitadeira o processo envolvendo os grãos de milho. Fotos: Kelvin Morais/RSL

Como reconhecimento pelo destaque que nossa região alcançou na produção do grão, foi realizada, na manhã deste sábado, 28, na Fazenda da Lagoa, em São Nicolau, a abertura oficial da colheita do milho no Rio Grande do Sul. Por volta das 10h, o proprietário da fazenda, Valdinei Donato, recepcionou o governador José Ivo Sartori, que desde ontem, 27, cumpre agenda na Região das Missões.

O deputado federal Luis Carlos Heinze, em entrevista para a Rádio São Luiz, falou que a realização do evento em nossa região é importante para valorizar e mostrar que nossas terras tem um excelente potencial para produção de grãos. Valorizou o projeto de irrigação de Valdinei Donato, dizendo que este precisa chegar aos demais produtores para que eles também possam aproveitar estas condições. Heinze também comentou sobre a busca por um melhor preço na saca de milho, conforme o deputado, um produtor que antes recebia mais de R$40, 00, hoje é pago com R$26,00. Sobre isso finalizou dizendo que está trabalhando para melhorar aquilo que ele chama de “preço que não ajuda o produtor”.

Otelio Busanello, figura importante em projetos de irrigação, consultoria técnica, crédito rural, entre outros, destacou a importância de uma infraestrutura básica para o escoamento e comercialização do produto. Esta também foi a linha de pensamento revelada pelo deputado estadual Eduardo Loureiro e o prefeito de São Nicolau, Ricardo Klein. Para eles a presença do governador no evento de lançamento foi importante para que o chefe do estado conhecesse de perto a realidade de uma região que trabalha principalmente o agronegócio. Ricardo Klein chegou a dizer que os governos precisam desburocratizar para facilitar a vida dos produtores.

O empreendedor Valdinei Donato, que está à frente das Sementes Cambaí, promotora do evento ao lado da Coopatrigo, falou que este é o resultado de um trabalho de muitos anos para aumentar a produtividade. Que aqui existem condições próprias para fazer irrigação, o que leva a colheita de até duas ou três safras por ano. Conforme Valdinei, num levantamento recente, apenas 9% da área agrícola regional é irrigada, mas ele acredita que pelo potencial que há, logo esse percentual chegará a 30% ou 40%, melhorando a qualidade do produto final e ajudando o Rio Grande do Sul a ser o maior produtor de milho do país.

Valdinei Donato ao lado do governador

Equipe da Sementes Cambaí

O ato de abertura oficial foi na lavoura, depois que o governador José Ivo Sartori, ao lado de demais autoridades, pegou carona numa colheitadeira que colheu o milho em uma área de aproximadamente 80 metros. Após isso, e antes do pronunciamento oficial, ele falou, em coletiva de imprensa, que a população está se conscientizando que é necessária uma boa produção e que a safra deste ano será de alta qualidade, com grãos consistentes. Outro ponto destacado por Sartori é a evolução tecnológica num estado que é um dos melhores produtores de sementes de milho. Quando questionado sobre a infraestrutura da região, falou que a demonstração, dentro da realidade financeira do estado, percebe-se na prática, com melhoria de todas as rodovias regionais. Com isso ele acredita que dá tranquilidade e potencialidade para melhorar o escoamento e incentivar a produção.

Governador abrindo a colheita do milho

As entrevistas desta abertura oficial da colheita do milho vão ao ar na segunda-feira, dentro de nossos programas jornalísticos. Vídeos deste evento também podem ser vistos na nossa página no Facebook, Acesse e confira na íntegra.

GALERIA DE IMAGENS

Governador experimentando o picolé de milho

Sartori com a equipe da Coopatrigo

Fonte: Rádio São Luiz