3 de abril de 2017 às 10:31

BM planeja aumentar presença no Estado até o final do ano

Ikeda (C) falou sobre as metas da Brigada Militar e relação com os Bombeiros. Foto: Alcides Figueiredo/Rádio São Luiz

Presente na 16ª edição da Copa Tiradentes, a reportagem da Rádio São Luiz participou ativamente do evento, que é anualmente promovido pela Associação dos Subtenentes e Sargentos da Brigada Militar (ASSTBM). Na ocasião, também foi possível conversar com o subcomandante da Brigada Militar do Estado, Coronel Ikeda. O evento também marcou a comemoração dos 180 anos da Brigada Militar.

Em entrevista à nossa reportagem, Ikeda falou sobre a situação do efetivo da Brigada e a respeito das perspectivas para o futuro. Segundo o Coronel, em breve a Brigada terá o reforço de 1.300 integrantes, sendo 1.060 policiais e 240 bombeiros: “Ao final do mês de julho deverão estar trabalhando no nosso Estado”, garantiu o entrevistado.

Metas

Além desses novos agentes, também há a expectativa na inclusão de 520 aprovados em concurso. Essa aprovação seria importante, pois uma das metas da BM é fazer com que, até o final de abril, todos os municípios do Estado tenham no mínimo três policiais militares – até o fim do ano, o objetivo é chegar a cinco por cidade no Estado.

Bombeiros

Sobre o processo de separação entre Bombeiros e BM, Ikeda diz que o projeto ainda necessita de aprovação na Assembleia. Consequentemente o custeio ainda está atrelado à BM. A falta de efetivo e de recursos para os Bombeiros, que levou ao fechamento de guarnições em alguns dias, como foi o caso de São Luiz Gonzaga, é um problema a ser enfrentado.

Para Ikeda, enquanto não vier recurso adicional para as horas extras, será difícil fazer mais do que já está sendo feito: “Temos 240 bombeiros militares em formação que, no final do mês de julho, serão distribuídos, buscando sanar essa dificuldade”. Mesmo assim o Coronel salienta que, após a separação, os Bombeiros ainda deverão trabalhar para solucionar este problema.

Por Genaro Caetano/Rádio São Luiz