9 de novembro de 2017 às 17:17

Coordenadoras solicitam apoio de familiares no programa Saúde na Escola

Representantes da Saúde e Educação falaram sobre o andamento das atividades do programa. Foto: Genaro Caetano/Rádio São Luiz

Programa Governamental instituído em 2007 e que vigora em São Luiz Gonzaga desde 2014, o Saúde na Escola foi pauta do programa Expressão Livre desta quinta-feira, 9 de novembro. Na ocasião recebemos Viviane de Paula, da Secretaria da Saúde, e Dalva Escobar, da 32ª CRE.

Viviane, que também é responsável pelo Bolsa Família, disse que o programa, hoje, está inserido em 21 escolas da cidade, sendo seis de Educação Infantil, nove de Ensino Fundamental e seis estaduais. Mais de três mil alunos são atendidos. Ressaltando o aspecto preventivo em diversas esferas, Dalva disse que o programa contribuiu muito para a formação dos estudantes, porém, é papel da escola justamente prevenir situações que mais tarde podem ser tornar problemas reais.

Parceria

Apesar de contar com uma grande rede de parceiros, que vai desde as secretarias de Educação, Saúde, CRE entre outros, as entrevistadas não deixam de mencionar a importância do acompanhamento dos pais, pois são eles os responsáveis por impedir que as situações diagnosticadas se tornem problemas graves.

Por meio dos de seus parceiros, o programa concede aos alunos orientações de combate à dengue, saúde bucal, ocular, avaliação do IMC (índice de Massa Corporal) entre muitos outros. Segundo Viviane, as principais questões levantadas por essas análises são problemas com atraso nos cartões vacinais, obesidade e saúde bucal.

Informando que o programa segue com suas atividades sendo plenamente desenvolvidas, Viviane reforça a necessidade do acompanhamento dos pais – muitos deles têm entendido o seu papel e contribuído com o programa e é a partir daí que a prevenção se completa, com todos fazendo a sua parte.

Por Genaro Caetano/Rádio São Luiz