22 de dezembro de 2017 às 09:52

Câmara de Bossoroca se manifesta sobre eleição de novo presidente em espaço de dois meses

Beto Daniele e Leomar falaram em nossa programação. Foto: Genaro Caetano/Rádio São Luiz

Após eleger seu novo presidente na sessão do dia 18/12, a Câmara de Vereadores de Bossoroca foi representada no programa Olho Vivo desta sexta (22), na pessoa do atual presidente Leomar Ferreira (PMDB), vice Beto Pereira (PTB) e assessora jurídica Danielli Veiga. Eles explicaram o fato envolvendo a necessidade da saída precoce de Leomar do cargo, após ser eleito de forma antecipada.

Na sessão onde foi eleito presidente, em outubro deste ano, Leomar seguiu acordo entre os vereadores gestores do Legislativo, segundo o qual o presidente seria eleito de forma antecipada, para que a Câmara pudesse ter cinco presidentes entre aqueles que compõem a maioria. Leomar disse ter ocorrido um equívoco, mas que o mesmo foi prontamente corrigido assim que constatado.

Sobre o fato de ter sido divulgado que a vereadora Ruth Veloso (PP) haveria feito intervenção para que a votação do novo presidente fosse realizada, foi informado que a mesa já havia sido comunicada dessa necessidade antes da solicitação da vereadora.

Segundo a assessora Danielli Veiga, sua presença foi necessária para esclarecer que, em nenhum momento, a mesa diretora foi obrigada a eleger um novo presidente, pois isso implicaria em falha do Jurídico, sendo que, na ocasião da reunião, foi o próprio Jurídico quem alertou a mesa para este fato e não um vereador da oposição, que não teria nenhuma legitimidade para obrigar a mesa diretora a tomar qualquer atitude, sendo esta uma atribuição do Presidente.

Nova eleição

Leomar Ferreira segue como presidente da casa até o dia 31/12. Após, o cargo passa para o vereador Albenei Carvalho (PDT), eleito na última sessão deste ano (18/12). Na primeira sessão ordinária de 2018, no mês de fevereiro, haverá outra eleição.

Por Genaro Caetano/Rádio São Luiz