10 de janeiro de 2018 às 10:20

Adão Schmitz da Silva assume a presidência da Câmara

Adão assumiu devido a compromisso de Reni com o Executivo. Foto: Assessoria Câmara

O vereador Adão Schmitz da Silva assumiu nessa terça-feira (09 de janeiro) a presidência do legislativo de São Luiz Gonzaga, um fato novo na sua vida política. O vereador atualmente no quinto mandato destaca nunca ter imaginado essa possibilidade, assumir como presidente. Adão afirmou ser um cidadão simples, que representa seu povo, tendo consciência da responsabilidade de ser gestor de um poder público, mas acredita que sua experiência de mais 20 anos vai contribuir nesse momento.

“As pessoas me criticam muitas vezes, me chamando de “urubu”, ou que carrego caixões, insinuam que faço isso para conquistar votos, mas o que poucos sabem, é que o meu trabalho é esse, eu tenho carteira assinada pela funerária, represento meu povo na câmara, mas tenho assim como os outros vereadores um trabalho”, declarou Adão.

Sobre não utilizar o espaço da tribuna durante as sessões legislativas, o vereador afirma que é um homem simples, quando jovem não teve oportunidade de estudar, ir para uma faculdade, “aprendi muito na escola da vida” e por isso, prefere acompanhar com atenção, votar no que acredita ser o bem da população, e assim, falar não é necessário.

“Não sou muito bom em palavras, discursos bonitos, sou criticado muitas vezes por falar errado, enquanto muitos fazem discursos bem apresentados eu me manifesto de outras formas, sempre apoiando minha comunidade” afirmou Adão. Adão destacou que ao longo de sua vida política vem protocolando diversas proposições e requerimentos, demandas e necessidades encaminhadas ao vereador pela comunidade.

Nova mesa diretora

Sobre seu ingresso em outra chapa para compor a mesa diretora da Câmara de São Luiz Gonzaga e a suposta quebra do acordo para continuidade da gestão entre PT, PDT e PSDB. O vereador Adão é categórico em dizer que as pessoas o subestimam por ser humilde, o novo grupo valorizou sua trajetória política, ouviu suas opiniões e sugestões de melhoria para a comunidade e o convidou para fazer parte da mesa diretora da câmara.

Com relação aos cargos comissionados existentes no legislativo, o vereador informa que praticamente não ocorreram mudanças, nunca foi sua intenção tirar pessoas de seus serviços. Os únicos cargos que tiveram modificação neste ano foi o cargo de assessor da comissão de constituição e justiça, agora ocupado pela advogada Cátia Py, devido a sua qualificação e o reconhecimento da atuação do falecido vereador Celestino Stragliotto, figura pública importante no município, e para quem a mesma prestava assessoria.

Outro cargo foi o de assessoria de imprensa, o que era uma necessidade de ter uma profissional da área, e o mesmo foi ocupado pela jornalista Pâmela Moraes. E o cargo do assessor da presidência, que é relacionado direto ao presidente. Os demais servidores foram mantidos e adequados em áreas de suas respectivas atuações, independente de sigla partidária.

Por Pâmela Moraes – assessora de comunicação da Câmara de Vereadores de São Luiz Gonzaga