Sede própria: Governo suspende licitação, mas UERGS busca retomada do processo

Pouco após o assumir o Governo do Estado, Eduardo Leite suspendeu, via decreto, todas as licitações envolvendo o Executivo do Rio Grande do Sul. A medida, tomada para conter despesas, repercutiu em várias partes do Estado, inclusive em São Luiz Gonzaga, onde a UERGS há tempos se mobiliza para licitar a construção de sua sede própria.

Em participação no programa Olho Vivo desta segunda-feira (28), o professor Eugênio Portela falou a respeito do caso. Segundo Portela, inicialmente a licitação da UERGS não havia sido incluída no processo pela junta responsável por fazer as avaliações, formada pelas secretarias da Fazenda, Planejamento e Casa Civil. Entretanto, essa inclusão ocorreu no dia 22 de janeiro, dois dias antes da entrega da documentação das empresas interessadas.

O entrevistado ressaltou que todos acreditavam no andamento normal do processo, uma vez que a obra da sede própria da UERGS é respaldada por verba federal de emenda parlamentar do deputado Afonso Motta e senador Lasier Martins. A contrapartida estadual, que seria de 2% (R$ 20mil), já estaria garantida, uma vez que a ex-reitora Arisa Araújo da Luz teria deixado valor de R$ 80mil, para ser usado apenas em contrapartidas de emendas.

Portela garantiu que há duas empresas com credibilidade no mercado interessadas em participar da licitação. A UERGS já encaminhou justificativa para a junta responsável pela lista de licitações suspensas e a expectativa é que o sonho da sede própria possa se tornar realidade.

Rádio São Luiz

Foto: Eugênio Portela garantiu que existe recursos para a contrapartida, assim como também há empresas interessadas na obra. Crédito: Rádio São Luiz

Compartilhe essa notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email