Ícone do site Rádio São Luiz FM 100.9

Relações comerciais entre a China e Santiago, e possíveis desdobramentos, pautou reunião na ACI

(Foto: divulgação/ACI)

A convite da Associação Comercial e Industrial – ACI de São Luiz Gonzaga, uma comitiva de Santiago se fez presente nesta quinta-feira, 7, na Sala de Reuniões Odil Martins, para relatar as experiências das negociações realizadas com investidores chineses. O encontro foi proposto pelo presidente da ACI, Marcos Batista da Rosa, que convidou o prefeito Tiago Gorski Lacerda e os representantes da Agência de Desenvolvimento de Santiago para explicar o andamento das negociações entre o município e a China. Estiveram presentes também a Prefeitura Municipal de São Luiz Gonzaga, a URI São Luiz, Câmara de Vereadores e Coopatrigo, além de diretores da entidades.

Segundo Marcos, com o convite da Assembleia Legislativa do RS à ACI para participar de um seminário no próximo dia 12 de março, o qual irá tratar das relações econômicas entre Brasil e China e a criação de uma Frente Parlamentar entre os deputados para tratar sobre o assunto, a Associação Comercial decidiu discutir as probabilidades de São Luiz Gonzaga vir a estreitar as relações com o município de Santiago e viabilizar uma relação comercial com a China. Para isso, a comitiva santiaguense foi convidada a explicar como transcorreu o contato com a Câmara de Comércio da China e os próximos passos desse relacionamento.

Conforme o prefeito Tiago Lacerda, o município de Santiago aguarda para o próximo dia 15 de março a visita de uma comitiva chinesa para conhecer de perto as peculiaridades locais e averiguar a viabilidade dos oito projetos apresentados pela comitiva de Santiago durante a viagem à China. Segundo o prefeito, são aguardados cerca de 60 investidores chineses para vir à região.

Para o presidente da ACI, a importância das relações comerciais com outros países, como a China, é justamente a injeção de recursos estrangeiros no mercado interno, uma vez que, hoje, o país asiático é um grande investidor e necessita da maioria dos produtos e matéria-prima produzidos, em grande potencial, na região de São Luiz Gonzaga. De acordo com Marcos, “a inciativa pode até não dar em nada, mas, se não nos mexermos e tentarmos, aí sim teremos a certeza de que não dará em nada”, enfatizou o empresário.

A ACI estará presente no Seminário do dia 12, na capital gaúcha. Na oportunidade, a comitiva de Santiago estará apresentando o seu case de sucesso envolvendo as negociações com o mercado chinês.

Por Emerson Scheis

Fonte: Comunicação ACI   

Sair da versão mobile