Ícone do site Rádio São Luiz FM 100.9

Ex-funcionários da Cotrijuí de São Luiz Gonzaga reivindicaram seus direitos junto ao Fórum de Ijuí

A Rádio São Luiz acompanhou na manhã desta quarta-feira, 8, uma comitiva de ex-funcionários do frigorífico Cotrijuí e dirigentes sindicais da categoria em Ijuí, onde a delegação realizou manifestação em frente ao Fórum da Comarca do município chamando a atenção para a situação dos trabalhadores desligados da cooperativa em São Luiz, que, até o momento, ainda não receberam as devidas verbas rescisórias de seus contratos de trabalho. Na oportunidade, parte da delegação foi recebida pelo juiz de Direito Guilherme Mafassioli Corrêa, magistrado da 1ª Vara Cível da Comarca de Ijuí que está trabalhando no processo judicial de liquidação da Cotrijuí, e que escutou as demandas da parte dos ex-funcionários da cooperativa.

Conforme Alex Barbosa, presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Santo Ângelo – SINTRIASA, “são muitos ex-funcionários da Cotrijuí que aguardam a solução desse impasse. E, por isso, viemos na Comarca onde fomos recebidos pelo juiz Guilherme, que foi bem receptivo. Colocamos a situação para ele, e, a partir da manifestação, ele garantiu que vai olhar com carinho pelo trabalhador diante da complexidade do processo de liquidação da Cotrijuí. Entendemos que o trabalhador tem direito a receber suas verbas rescisórias e, amanhã, estaremos em audiência no TRT em Porto Alegre tratando do assunto para buscarmos boas notícias aos trabalhadores”, explicou.

Presente na comitiva, a vereadora Ana Barros endossou o pleito da categoria: “Estamos nessa luta há um bom tempo e sempre vimos muita promessa de que vai sair o pagamento, de que o recurso do aluguel do frigorífico Estrela será destinado aos trabalhadores e, até agora, nada! Já se passou mais de oito meses, muitos credores do frigorífico Cotrijuí já receberam e nada dos trabalhadores receberem os seus direitos”, salientou a edil.

A ex-funcionária do frigorífico Cotrijuí, Líria dos Santos, esteve na comitiva representando os seus colegas, e ressaltou o pleito defendido em Ijuí: “Tivemos a oportunidade de dialogar com o juiz, que ouviu a situação desses 400 trabalhadores que tem essa dívida da Cotrijuí por receber. Quando vimos que foi feito o leilão e que o site da Cotrijuí informou que o resultado desse leilão não seria prioridade para as verbas rescisórias dos funcionários, viemos aqui tentar conversar diretamente com o juiz, que foi receptivo e foi sincero em dizer que não tem como afirmar sobre o pagamento dessas verbas rescisórias, dizendo que está nas mãos dos administradores da cooperativa. E, pelo que está no site, os funcionários não serão a prioridades desse pagamento”, discorreu Líria.

Para Rosane Simon, integrante da comissão e representante da Central dos Trabalhadores do Brasil – CTB, “essa mobilização mostrou que a partir de hoje teremos um diferencial na luta. Fomos recebidos pelo juiz Guilherme, que também está sob pressão dos demais credores que disputam esse crédito, mas acredito que ele viu a angústia que os trabalhadores estão vivendo sem receber suas verbas trabalhistas”.

REUNIÃO NA SEGUNDA-FEIRA, EM SÃO LUIZ GONZAGA

Conforme os dirigentes sindicais, será realizada uma reunião com os funcionários da Cotrijuí em São Luiz Gonzaga na próxima segunda-feira, 13 de maio, às 14h, na sede do Sindicato dos Empregados no Comércio, ocasião em que será levado o teor da reunião a ser realizada nesta quinta-feira no TRT em Porto Alegre e sobre os próximos passos a serem tomados no pleito pelo pagamento dos direitos devidos aos ex-funcionários da Cotrijuí.

Fonte: Emerson Scheis/Rádio São Luiz

Fotos: Alcides Figueiredo/Rádio São Luiz

Sair da versão mobile