Programa especial conta a história da Rua Bento Soeiro de Souza

Foi ao ar nesta sexta-feira (12), a quarta edição do programa especial “Olho Vivo na Rua”. O projeto, cuja proposta é realizar um resgate histórico das vias da cidade e das pessoas por trás dos nomes, focou, desta vez, na Bento Soeiro de Souza. As anteriores foram a João Goulart, Salvador Pinheiro Machado e Bento Gonçalves.

Prédio que foi residência de Bento Soeiro fica na Rua Venâncio Aires, esquina com a Rua Gen. Portinho. Atual proprietário está reformando construção que também foi posto de saúde da cidade. (Foto: Kelvin Morais/Rádio São Luiz)

Quem foi Bento Soeiro de Souza

Bento Soeiro de Souza foi um médico e político que atuou em São Luiz Gonzaga no fim do século XIX e início do século XX. Sua biografia, construída a partir de publicações armazenadas no Instituto Histórico e Geográfico de São Luiz Gonzaga (IHGSLG), mais precisamente no Centro de Documentação e Memória, revela que o profissional era uma figura extremamente humanista.

Ivone Avila, vice-presidente do IHGSLG, citando a publicação “O Mapa da Mina”, de Ary Portella Lopes, conta que o médico não media esforços para atender a população. Muitas vezes saia à noite socorrer pacientes. “Doente não pode esperar, muitas vezes por poucos minutos se perde uma vida”, dizia ele.

Seus atendimentos – gratuitos – ocorriam no Clube da União Operária, quando esta associação era exclusivamente sociedade de socorro.

O advogado Cláudio Cavalheiro, neto de Bento, contribui com esta publicação trazendo o seguinte relato: “Dr. Bento foi casado com dona Margarida Vieira Marques, que ficou viúva bem cedo e nunca mais se casou. Não tiveram filhos. Dona Margarida adotou como sua filha a Sra. Terezinha Berni Cavalheiro, casada com o pecuarista Rubem Cavalheiro, união q rendeu sete filhos, entre eles o Dr Fernando Cavalheiro, médico traumatologista desta cidade. Margarida a exemplo de seu esposo, também foi humanista, tanto que doou – já como viúva – todo o quarteirão do terreno onde fica localizado o nosso hospital de caridade. Até hoje, Margarida nunca teve uma homenagem sequer por suas atividades humanas e de desapegado em prol da comunidade de São Luiz Gonzaga. Em tempo, Dr Bento faleceu com 44 anos de câncer de intestino. Um grande homem”.

Vida na política

Bento foi o primeiro deputado por São Luiz a ocupar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado. Conforme informação do Memorial do Legislativo, “a partir de 1924 (Lei 328, de 15/12/1924) São Luiz Gonzaga passou do 2º para o 4º distrito eleitoral, que elegia 5 representantes. Na eleição realizada em 30 de março de 1929, Bento Soeiro de Souza obteve 17.319 votos pelo Partido Libertador, se tornando o mais votado Deputado pelo 4º Distrito, para exercer as funções nos períodos de 01/10 a 20/12/1929 e 30/09 a 22/11/1930. Porém, houve interrupção no funcionamento da Assembleia a partir de 03/10/1930 até 12/04/1935, devido à eclosão da Revolução de 30. A partir dali, não temos mais registros sobre Bento Soeiro”.

Homenagem

Em 1935, a pedido do Jornal A Notícia, um ano após a morte de Bento, a rua que se chamava 7 de Janeiro foi rebatizada com seu nome. A placa foi inaugurada em 26 de maio daquele ano, mesmo dia do aniversário do homenageado.

Bento Soeiro de Souza está sepultado no cemitério de São Luiz Gonzaga.

Programa

O Olho Vivo na Rua foi dividido em quatro blocos reunindo depoimentos de pessoas como Clarice Steffen, filha de Mario Steffen, empreendedor que por muitos anos manteve a rodoviária na Rua Bento Soeiro de Souza. Também foram ouvidos empreendedores e pessoas da comunidade. Acompanhe abaixo:

Bloco 1

Bloco 2

Bloco 3

Bloco 4

Fonte: Rádio São Luiz

 

 

Compartilhe essa notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email