Encontro da AMM reúne prefeitos na discussão de interesses regionais

8903201d-a7f9-40d5-82be-2ff8509154e4

(Foto: Osmar Werner/Rádio São Luiz)

Ocorreu ontem (25), em Ubiretama, a reunião mensal da Associação dos Municípios das Missões (AAM). A pauta contou com diversas temáticas de discussões. A Rádio São Luiz esteve presente no encontro, oportunidade em que ouviu o presidente da associação e também prefeito do município de Santo Antônio das Missões, Puranci Barcelos (PP), e o prefeito de São Luiz Gonzaga, Sidney Brondani (PP).

Puranci declarou que um dos temas debatidos no encontro foi a acessibilidade asfáltica dos municípios das Missões. Afirmou que é necessário que a associação, bem como os prefeitos estejam atentos e que estabeleçam conversações com governo estadual, no sentido de cobrar agilidade em obras que estejam em andamento. De acordo com ele, o objetivo é evitar morosidade, como por exemplo, ocorrida na construção do acesso asfáltico de Rolador – desenvolvido em várias etapas. Outro destaque da pauta, evidenciado pelo santo-antôniese, diz respeito ao projeto pedagógico experimental “Vivências e Saberes”, desenvolvido em Santo Antônio das Missões e apresentado no encontro como um potencial recurso na mediação entre escolas e famílias.

Na oportunidade, Sidney Brondani (PP), destacou a busca da administração são-luizense para promover melhorias nas estradas locais. Em Ubiretama, acompanhado por integrantes do poder legislativo de São Luiz Gonzaga, secretários e assessores de planejamento, esteve em reunião com o secretário de obras de Ubiretama. O encontro foi promovido no sentido de buscar novas informações a respeito da utilização de um método para recuperação de estradas, por meio da compactação do solo.

Durante a viagem, o progressista visitou algumas estradas de Ubiretama em que o sistema foi utilizado e, afirma, que o próximo passo será aplicar o mesmo processo em São Luiz Gonzaga. A área que deve ser recuperada compreende a ligação da BR 285 à via do Rincão do São Pedro, num trecho de 8 quilômetros (km). A estimativa é de que R$ 1 milhão em recursos próprios sejam investidos na obra. Para o prefeito, é necessário experimentar e, se técnica solucionar o problema da via, será possível estender a metodologia à outras vias do município, como foi o caso da recuperação de ruas com concreto usinado.

Por Róbson Gomes/Rádio São Luiz

Compartilhe essa notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email