“Acredito que não irão ‘roer a corda’; porém, não aceitarei ‘balcão de negócios’”, ressalta Ana Barros sobre a definição da Mesa Diretora para 2020

c3d52f7a-6aa4-4fad-b107-49d3ea8a0aa2

Em entrevista ao programa Olho Vivo desta terça-feira, 26, a vereadora Ana Barros (PT) falou sobre audiência pública realizada na noite de ontem com a comunidade do Rincão de São Pedro e sobre as definições da Mesa Diretora para o ano que vem, onde existe um acordo que prevê a vereadora como Presidente do Legislativo em 2020.

ESCOLAS DE CAMPO – Segundo Ana, “há alguns meses atrás, o então coordenador da 32ª CRE deu entrevista nas rádios informando da medida do Governo do RS em fechar as escolas de campo de Santa Inês e Capela São Paulo, além da implantação do turno único na escola do Rincão de São Pedro. Imediatamente, a Comissão de Bem Estar Social da Câmara de Vereadores começou a fazer audiências públicas para ouvir a comunidade, tirando daí os encaminhamentos. Então, eu estou confiante de que as duas escolas (de Santa Inês e Capela São Paulo) não fecharão para o ano de 2020. E sobre a escola do Rincão, ontem realizamos a audiência com a comunidade na Câmara, onde contamos com a presença da coordenadora Mônica Pagliusi Justo, da 32ª CRE, no chefe da EMATER Paulo Corrêa e do coordenador regional que representa a Secretaria Estadual de Agricultura, Jair Monteiro da Rosa. Infelizmente, lamentamos que a Secretaria Municipal de Agricultura não se fez presente. Mas ali se formou uma possibilidade de se trabalhar com um projeto, que será discutido na quinta-feira, às 19h, no Rincão de São Pedro, onde estaremos reunindo as alternativas para encaminhar o pleito ao Governo do RS mostrando a importância de se manter a escola e os alunos no campo, pois, quando se fecha escola em uma comunidade, se fecha também a esperança” , salientou Ana.

MESA DIRETORA DE 2020 – Questionada acerca da composição da Mesa Diretora para 2020, para a qual existe um acordo formado no ano passado, Ana enfatizou: “Eu tenho uma herança que quero deixar pros meus filhos: quero que lembrem de mim como aquela pessoa que tinha o cumprimento de palavra, que não precisava assinar para cumprir o acordado, que é uma qualidade que deveria ser de todos, mas isso está se esvaindo hoje em dia”. A fala da vereadora fez referência à indefinição da chapa da Mesa para o ano que vem, onde existe um acordo mas que ainda não foi consolidado.

Ainda segundo Ana, “o vereador Fraguinha deveria de dizer outro motivo, porque esse não é (fazendo referência a entrevista concedida pelo vereador Paulo Fraga que disse que a questão da Mesa teria de ser mais discutida). Primeiro, ele faz parte do governo, ele é do partido do governo, já participou de uma reunião onde inclusive havia dado o seu nome para 1º Secretário (na chapa que teria Ana como Presidente, Piti Werle como vice, Fraga como 1º Secretário e José Antônio Braga como 2º Secretário). A chapa já estava formada. Agora, dizer que tem que discutir mais, se há um  ano foi feito o acordo e assinado, então eu acho que as pessoas têm de ser claras nos seus objetivos. Não adianta dourar a pílula. Ficou agora para a próxima segunda-feira a definição da chapa”, informou Ana, que completou: “É tão difícil de acreditar que as pessoas não cumprem o que tratam? Pra mim, não cumprir alguma coisa acertada é muito grave, então fica difícil de entender. E é uma dificuldade de se trabalhar na Câmara, por parte de algumas pessoas, e isso tem de vir à tona nas eleições (o posicionamento de cada um). Não estou me referindo ao Fraguinha, estou me referindo a quem não cumpre a palavra. O que o eleitor quer com alguém que trata e não cumpre? Vai cumprir a promessa de quando pediu o voto?”.

A vereadora acredita, no entanto, que o acordo não será quebrado, mas enfatizou que não irá participar de negociatas: “Eu acredito que não irão roer a corda (no acordo). Porém, não aceitarei o cargo se houver ‘balcão de negócios’. Se isso ocorrer, eu vou às emissoras de rádio dizer o porquê que eu não fui à presidência da Casa. Não é meu estilo, e quero que se lembrem de mim como uma vereadora que tem caráter e preserva a credibilidade de seu nome”, finalizou.

Fonte: Rádio São Luiz

Foto: Kelvin Morais/Rádio São Luiz

Compartilhe essa notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email