Santo Antônio das Missões estima perda de mais de R$ 100 milhões devido à estiagem

O prefeito Puranci Barcelos comandou uma importante reunião ontem (17) pela manhã, na sala de reuniões da prefeitura, com as principais lideranças locais para tratar sobre o decreto de emergência devido à forte estiagem.

O clima seco e altas temperaturas, segundo estimativa apresentada na reunião, frustrou a produção agropecuária (milho safrinha, soja, pecuária de corte e leite) registrando uma perda de 34% do PIB do município, o que corresponde em média R$ 110 milhões de reais. Segundo André Oliveira/Emater, a lavoura de soja foi a mais afetada – em torno de 40%.

Sentaram-se à mesa o secretário municipal de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente Vagner da Silva, o presidente do Sindicato Rural (ST) Luis Antônio do Prado, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) Valdemari Belchor, presidente da Associação Comercial e Industrial (ACI) André Taborda, chefe do escritório municipal da Emater e o extensionista André Oliveira e Flávio Bonato, o engenheiro agrônomo da Coopatrigo Guilherme Matzenbacker, o coordenador municipal e membro da comissão da Defesa Civil Rosalino Fontella e Luciano Ilha Nunes, o engenheiro agrônomo da Agricultura Hugo Santa Catarina e do estagiário da UERGS na Emater Rube da Cunha Guerreiro.

Por Tardelli Portela – Assessor de Imprensa da Prefeitura de S.A Missões