Caminhoneiros autônomos seguem trabalhando normalmente, explica representante do Comando Nacional de Transporte

O são-luizense Bruno Tagliari, do Comando Nacional de Transporte, em entrevista à Rádio São Luiz nesta quinta-feira, comentou sobre as atividades dos caminhoneiros frente à situação de pandemia do novo coronavírus.

Segundo Bruno, “as atividades estão mantidas dentro do possível. Claro que tem alguns colegas que trabalham em empresas que estão parando atividades, mas o autônomo não parou, até porque tem compromissos a cumprir e também por conta da safra de soja que já começou”, explicou Bruno, salientando que dentre os associados da COOPERTRAC (Cooperativa de Transportadores de Cargas de São Luiz Gonzaga), cerca de 90% trabalham com transporte de grãos. Segundo ele, como grande parte dos transportes é realizado dentro da região Sul, o serviço não teve restrições, ao contrário de transportadores que trabalham levando cargas para outros países, como Argentina e Chile. Conforme o representante do CNT, na Argentina a polícia está obrigando os profissionais a desengatarem suas carretas e se retirar do país só com o “cavalinho” (referente à parte da cabine do caminhão).

Ainda conforme Bruno, a orientação para os colegas de profissão é para redobrar os cuidados, principalmente, no que diz respeito à higiene: “Eu, por exemplo, quando estou em viagem, evito almoçar em restaurantes ou de ficar em locais com grande número de pessoas. Pego minha marmita para almoçar junto ao caminhão. E também estou sempre higienizando as mãos, pois podemos tanto contrair como ser transmissores desse vírus”, enfatizou Bruno. De acordo com ele, em caso de suspeita de alguns sintomas de coronavírus, a recomendação é de que o profissional deixe estacionado o seu caminhão em um posto de combustível seguro e vá até um posto de saúde do município onde se encontra, podendo inclusive solicitar atendimento pelo SAMU local.

Fonte: Rádio São Luiz

Foto: Divulgação