Coopatrigo cancela Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária, que seria realizada na sexta-feira

A COOPATRIGO decidiu suspender a reunião mensal do seu Conselho de Administração, e as suas Assembleias Geral Ordinária e Extraordinária que estavam marcadas para serem realizadas na sexta-feira, dia 20 de março.

Inicialmente a cooperativa havia decidido pela realização, deixando livre a decisão de participar ou não do associado, sendo convocados apenas os conselheiros e delegados, mas diante das novas definições dos órgãos de saúde pública, e governos federal, estadual e municipal, publicando decretos proibindo a aglomeração de pessoas, decidiu-se pela revisão desta posição.

A diretoria solicitou ao setor jurídico um parecer sobre a não realização destes encontros, o qual baseado nos decretos, inclusive, o municipal publicado pelo prefeito Sidney Brondani no dia 17 de março, que proíbe a aglomeração de pessoas em eventos dentro do município, e também por orientações da Organização das Cooperativas do Rio Grande do Sul (OCERGS) afirmando que diante da situação atípica de saúde pública nacional e mundial, não há prejuízo algum à COOPATRIGO pelo adiamento da reunião dos Conselhos e das suas Assembleias marcadas para o dia 20 de março, podendo as mesmas serem realizadas em uma outra data que permita tranquilidade e segurança na saúde das pessoas.

Diante deste parecer e também pelo fato da cooperativa já ter realizado 14 reuniões regionais de prestação de contas, com a participação de 1.130 associados aprovando por unanimidade os números contábeis da COOPATRIGO com os pareceres da Auditoria Externa Dickel & Maffi e do Conselho Fiscal opinando pela aprovação das contas, a diretoria da Coopatrigo decidiu pela suspenção da reunião dos seus Conselhos e das duas Assembleias que estavam sendo convocadas, deixando as mesmas para serem realizadas em uma data futura a serem comunicada aos associados através de edital.

Diretoria Coopatrigo