Caibaté declarou estado de emergência devido à estiagem

Em entrevista à Rádio São Luiz, o prefeito de Caibaté, Amauri Pires da Silva, abordou a questão do decreto de emergência publicado ontem em decorrência da estiagem que assola a região e, principalmente, o município.

Segundo Amauri, “a situação é muito complicada, pois, além da estiagem, também temos os problemas do Coronavírus e da dengue. Quanto à seca, já estamos com problemas de abastecimento de água, principalmente para os animais das propriedades do interior, onde as máquinas da prefeitura estão trabalhando na abertura de bebedouros”, explicou.

A decretação de emergência é embasada nas perdas constatadas no soja, no milho e na produção leiteira: “Segundo a EMATER, o prejuízo devido à estiagem já é de R$ 74 milhões, e por isso ontem à tarde já decretamos a situação de emergência, com o atendimento a todos os dados que a Defesa Civil do RS exige. Agora, vamos aguardar a homologação desse Decreto pelo Governo do RS”, enfatizou o prefeito.

A expectativa do Chefe do Executivo caibateense quanto à homologação do estado de emergência é a liberação de recursos para auxiliar os produtores, que estão atualmente sem renda, e de providenciar a celeridade na contratação de serviços para proporcionar o abastecimento de água aos produtores do município.

Fonte: Rádio São Luiz