CORSAN informa sobre medidas adotadas frente à situação de enfrentamento ao Coronavírus

A Diretoria Colegiada da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), reunida na manhã de segunda-feira (23), acolheu as medidas anunciadas pelo Governador Eduardo Leite no último domingo (22). Foi aprovada a isenção aos clientes de tarifa social pelos próximos 90 dias e a suspensão dos cortes por não pagamento nos próximos 60 dias. A deliberação segue para análise do Conselho de Administração.
Também, para minimizar os riscos, suspendeu a atividade da leitura em campo por prazo de 15 dias.

Por conta disso, a Corsan vai fazer a emissão das faturas pela média de consumo dos últimos doze meses e disponibilizar aos clientes por meios eletrônicos abaixo listados e ainda conforme a disponibilidade dos Correios, na medida do possível.:

– ATRAVÉS DO CALL CENTER – 0800 646 6444/CHAT;

– ATRAVÉS DO SITE (Central de Serviços)

– ATRAVÉS DO APP Celular.

A Corsan destaca a possibilidade do pagamento por meio do débito em conta e reforça a importância do pagamento regular, uma vez que multas e juros sobre atrasos continuam em vigor.

Entre os serviços que podem ser solicitados pelas plataformas digitais, a Corsan ressalta a comunicação de vazamentos e interrupções do abastecimento, bem como de qualidade da água; vazamento de esgoto, limpeza de fossas, problemas com hidrômetros, e questões comerciais de menor relevância, tais como a troca de endereço de entrega da fatura, e o envio por email, ou em braile, e extratos.

São beneficiadas com tarifa social as famílias cadastradas na companhia com algum programa social do governo, até 60 m² de área construída e seis pontos de tomada de água, recebendo 60% de desconto nos primeiros 10 m³ de consumo.

Essas medidas, anunciadas pelo governo do Estado, não impedem a Companhia de continuar sua campanha de utilização da água de forma consciente, já que há um período de forte estiagem.

O abastecimento de água continua normalizado em todo o Estado, nas cidades operadas pela Corsan, mas a colaboração da população é fundamental pois os níveis dos mananciais, de uma maneira geral, estão muito baixos.

Fonte: Eduardo Vieira Munhoz/CORSAN de São Luiz Gonzaga