Voluntárias confeccionam máscaras de tecido para famílias em situação de vulnerabilidade social

A solidariedade da população tem feito a diferença para muitas famílias do município.  De forma voluntária, mulheres de diversos bairros, que participam do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), estão confeccionando máscaras de tecido para a doação às famílias em situação de vulnerabilidade social, agravada pela pandemia de COVID-19.

As máscaras são entregues pela Secretaria de Ação Social e Comunitária (SEMASC) para famílias que buscam doações de alimentos e informações sobre o auxílio emergencial pago pelo Governo Federal. O tecido é disponibilizado pelo Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). As voluntárias costuram as máscaras em suas residências, sendo os itens recolhidos pela SEMASC e CRAS.

A secretária de Ação Social, Nelvia Tavares, agradece o apoio das voluntárias. “Muitas dessas mulheres aprenderam a costurar por meio dos cursos profissionalizantes do CRAS, em parceria com o SENAR. Ficamos muito felizes por elas estarem utilizando esse conhecimento para auxiliar o próximo. Agradeço o apoio e a disponibilidade de todas!”. Também foi realizada a doação de máscaras de tecido para a Polícia Civil e funcionários da Prefeitura de São Luiz Gonzaga. A pasta ainda irá realizar a entrega de máscaras para o Corpo de Bombeiros.

Por meio da Secretaria de Ação Social e o CRAS, também foi produzido e distribuído sabão caseiro para famílias em situação de vulnerabilidade social.

 HIGIENIZAÇÃO

De acordo com instruções do Ministério da Saúde, as máscaras de tecido devem ser lavadas com água sanitária e água potável, deixando de molho por 30 minutos. A diluição recomendada é de 10 ml de água sanitária para 500 ml de água potável. Após, enxaguar em água corrente e lavar com água e sabão. Após a lavagem, deixar secar totalmente e passar a ferro antes de usar novamente.

Larissa Dorneles / AI Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da SEMASC e SEMSA

Foto: Divulgação / CRAS