Visitas na Penitenciária Estadual de São Luiz Gonzaga seguem suspensas até dia 6 de maio

(Foto: arquivo/Rádio São Luiz)

Na sexta-feira (17), o Estado prorrogou o período sem visitação aos apenados até o dia 6 de maio. A medida, que iniciou no dia 23 de março, visa prevenir a disseminação do novo coronavírus COVID-19.

Conforme Cláudio Miranda Dalpizzol, diretor da penitenciária, neste período os familiares devem levar os itens permitidos aos domingos, das 14h às 17h, mas não podem ingressar na casa prisional. Ele também explicou que após vencer o prazo, em 6 de maio, uma nova avaliação será feita, podendo o prazo ser novamente estendido.

Além da suspensão das visitas, as aulas e cultos religiosos foram temporariamente interrompidos. Foram redobrados os cuidados com a higiene e os agentes agora usam luvas e máscaras em todos os procedimentos. O contato dos presos com os advogados, por exemplo, é realizado apenas no parlatório e, por fim, apenados que chegam da rua ficam 14 dias de quarentena, antes de serem realocados para as galerias. No momento, três estão nesta situação.

Nenhum caso suspeito de COVID-19 foi registrado até o momento.

Fonte: Rádio São Luiz