Desclassificação de empresas vencedoras de licitação atrasam início do projeto executivo da Ponte Internacional de Porto Xavier

(Imagem: divulgação)

Desde o dia 13 de abril, quando ocorreu o processo licitatório, em Brasília, para contratação da empresa que vai realizar a execução do projeto executivo da Ponte Internacional de Porto Xavier, duas empresas já foram desclassificadas por comissão do DNIT, que analisa os documentos. Ao, todo 19 empresas participaram do processo.

Conforme Vilmar Kaiser, prefeito do município, no dia 29 do mês passado, iniciou a análise da documentação da terceira empresa. A expectativa é que agora finalmente seja definida a vencedora que vai executar o projeto.

Essa etapa antecede a elaboração do projeto de execução das obras, que, segundo Kaiser, deve ter a licitação lançada ainda neste ano. Até o momento, com apoio da Associação dos Municípios das Missões, foi concluído o anteprojeto, que servirá de base para o projeto executivo. “Acho importante este esclarecimento para que a comunidade regional entenda que não temos como interferir nas questões burocráticas”, esclareceu o prefeito.

Coronavírus

Município com grande movimentação de caminhoneiros, especialmente nesta época de pico da importação da cebola, Porto Xavier tem redobrado os cuidados para evitar o contágio pelo coronavírus. Com apoio da Brigada Militar e do Exército Brasileiro, na BR 392, entrada da cidade, foi montada uma barreira sanitária para orientações, entre elas o uso de máscara, que passou a ser obrigatório no município.

Vilmar Kaiser destacou que a população está consciente e contribuindo em sua grande maioria. Nas empresas agenciadoras de carga, por exemplo, está sendo verificada a temperatura dos caminhoneiros e, quando eles chegam nos galpões, um funcionário da empresa, devidamente protegido, é quem pega a documentação para despacho. “O caminhoneiro nem desce”, explica Kaiser.

Até o momento nenhum caso da doença foi registrado no município.

Fonte: Rádio São Luiz