Deputado Valdeci Oliveira fala sobre adaptações no trabalho da Assembleia e de projeto que prevê complemento do auxílio federal pelo Estado

(Foto: divulgação/Assembleia RS)

O deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) falou hoje (21) sobre o processo de adaptação que a Assembleia Gaúcha está realizando para seguir com os trabalhos neste período de pandemia. A mais importante é a realização de reuniões e audiências públicas, especialmente as que tratam das questões da saúde, por meio de videoconferências.

Valdeci, que está em Santa Maria, reforçou a gravidade da crise e disse que “apesar de não termos uma curva alarmante no Rio Grande do Sul, se não tomarmos cuidados ela tende a aumentar”. Ele também falou sobre a dificuldade que muitas pessoas estão tendo para receber o auxílio emergencial, que é um recurso importante pois, além de ajudar a superar esse momento de dificuldade, aquece a economia.

Neste sentido, o deputado apresentou projeto para que o governo gaúcho também tenha uma política de renda para complementar o auxílio nacional. “O mundo inteiro defende essa alternativa e acho importante que o Estado entre com suas responsabilidades”, destacou.

Valdeci criticou o governo federal, que não estaria dando a atenção devida a classe artística, como os músicos, que foram grandemente afetados. Segundo o político, o congresso aprovou uma lei para que essa e outras categorias tivessem acesso ao auxílio emergencial, mas o presidente Bolsonaro vetou. Ele ainda desaprovou a atitude do executivo federal, que não estaria agindo com a mesma disposição com pequenos e médios empresários, como tem com grandes banqueiros.

Por fim, o deputado disse que a Assembleia já repassou R$ 100 milhões para o governo estadual e nesta semana repassará mais R$ 5,4 milhões. São recursos para serem investidos na saúde.

Fonte: Rádio São Luiz