Protocolo rígido do governo do Estado para volta às aulas enfrentará dificuldade para ser cumprido em São Luiz Gonzaga

(Foto: divulgação)

A Administração Municipal de São Luiz Gonzaga, em conjunto com a Secretaria de Educação e o Conselho de Educação, discutem os protocolos do governo do estado para uma possível volta às aulas. Há uma expectativa do governador de que se os protocolos forem seguidos as aulas presenciais em escolas e creches possam ser retomadas em julho.

Em São Luiz Gonzaga, conforme o prefeito Sidney Brondani, a adequação ao exigente protocolo do governo estadual é muito difícil. No entendimento do chefe do executivo, com exceção de escolas e instituições de ensino particulares, as escolas instaladas no município não têm condições de cumprir tudo o que está previsto.

Na segunda-feira (15), segundo o estado, passam a ficar liberadas as aulas presenciais em cursos livres e nas disciplinas práticas e estágios curriculares de graduação, pós-graduação e cursos técnicos. Somente estas modalidades devem gerar uma movimentação de até 140 mil alunos no Rio Grande do Sul.

Brondani acrescenta ao dilema da volta às aulas a preocupação das famílias. “Todos querem voltar, mas com segurança, e como não vivemos um período de afirmação, vejo que muitas mães estão resistentes e entendem que não é o momento de retomar”, avalia.

Em São Luiz Gonzaga, até esta quarta-feira (10), foram registrados 10 casos de Covid-19. Todos estão recuperados.

Fonte: Rádio São Luiz