Presidente da AMM pede que comércio auxilie no enfrentamento ao Covid-19

(Foto: divulgação/AMM)

Mico Gonzatto lembrou que situação pode voltar à classificação vermelha se não houver empenho de todos os setores

Após a reversão da classificação da bandeira da Região das Missões, alcançada por meio da mobilização dos prefeitos missioneiros e de lideranças políticas regionais, a Associação dos Municípios das Missões busca mobilizar a comunidade regional para que os casos não aumentem. O presidente da entidade, prefeito de Dezesseis de Novembro, Ademir (Mico) Gonzatto, inclusive, realizou reunião virtual na manhã desta quarta-feira (17) para tratar do assunto.

Em entrevista, ele comentou que a mudança da bandeira foi devido aos dados equivocados que o governo dispunha. O gestor lamentou as críticas recebidas pela imprensa da capital que disse que “os prefeitos estavam fazendo uma rebelião”. “Só fomos atrás do que achávamos que estava errado e o governador foi compreensivo, tanto que que na Serra e na região de Uruguaiana, apesar da contestação, foi mantida a bandeira vermelha”, justificou.

Mico disse que é preciso seguir com os cuidados e, na mesma linha do que disse o prefeito de São Luiz Gonzaga, Sidney Brondani, a situação regional pode evoluir para pior rapidamente e com isso a bandeira volta à classificação vermelha. “Precisamos cobrar mais e exigir mais. O comércio precisa nos ajudar. As pessoas precisam nos ajudar e ajudar a si mesmo”, finalizou.

Fonte: Rádio São Luiz