Deputado Bohn Gass defende mais três parcelas do seguro-desemprego durante a pandemia

(Foto: divulgação)

Nesta semana, o deputado federal Bohn Gass (PT) comentou sobre os problemas oriundos da pandemia e o que vem sendo feito para minimizar os efeitos da crise sanitária. Uma das preocupações é fazer chegar recursos aos municípios como a compensação do governo federal para minimizar os efeitos da queda na arrecadação de impostos. Ele disse estar preocupado, pois o governo ainda não repassou a primeira parcela deste auxílio para todos os lugares.

Outra bandeira do parlamentar e que foi apresentada através de emenda é aumentar mais três parcelas do seguro-desemprego durante a pandemia. Ele criticou a medida provisória 927 do presidente Bolsonaro, que, segundo ele “aprofunda maldades que já foram feitas na maldita reforma trabalhista”. Bohn Gass também defende a prorrogação das parcelas do auxílio emergencial e a manutenção do valor de R$ 600,00. “Se a crise vai continuar precisamos prorrogar, mas não dividir o valor. Temos que manter a quantia. É um debate importante”, ressaltou.

O deputado falou também sobre recurso para revitalização da Praça Cícero Cavalheiro. Ele disse que quando “passa na cidade vê como as pessoas frequentam o local” e considera o espaço um dos grandes espaços de convivência para a família e por isso o interesse em auxiliar com a revitalização da praça. Ele destacou ainda a obra – que está concluída – no Centro de Convivência do Bairro Agrícola, que deve ser oficialmente entregue para a comunidade assim que a pandemia passar.

Bohn Gass concluiu falando sobre sua preocupação com o hospital para o qual já destinou recursos para compra de equipamentos e para onde pretende enviar novos aportes financeiros.

Fonte: Rádio São Luiz