Piti Werle, indicado do MDB para concorrer à majoritária, fala sobre o trabalho parlamentar durante a pandemia

(Foto: arquivo/divulgação)

Parlamentar destacou que partido ‘trabalha forte’ no intuito de aumentar o número de cadeiras na Câmara de Vereadores

O vereador José Antônio Flach Werle (Piti Werle), do MDB, falou hoje (22) sobre o impacto da pandemia de coronavírus no trabalho parlamentar. Ele­ destacou que “o que era fácil ficou difícil e o que era difícil ficou quase impossível”. Piti ainda lembrou que por ser ano eleitoral, as restrições aumentaram bastante.

Apesar das dificuldades, que vêm sendo sentidas por todos os segmentos, o vereador ressaltou que o trabalho na Câmara não parou. Seguem as análises de matérias e discussões em comissões que analisam questões importantes para a comunidade como a que vai tratar sobre a possibilidade de multas serem aplicadas a partir do videomonitoramento, tema que, inclusive, estará em pauta na manhã de hoje.

Piti Werle é o indicado do partido para concorrer na eleição majoritária deste ano. Se confirmar, ele será pré-candidato a vice de Sidney Brondani, do Progressistas, que deverá concorrer à reeleição. “Para mim é uma grande satisfação participar dessa administração, que vem fazendo um grande trabalho. Ser lembrado é um privilégio, mas precisamos aguardar. Ainda não existe essa definição”, destacou.

Segundo Piti, o trabalho no momento está focado na mobilização de novos filiados para o partido. Ele tem convicção que a sigla vai apresentar nomes “bastante consistentes” em todas as áreas. “Vamos ter nomes nas áreas da saúde, educação e desenvolvimento econômico. Acredito que esse será um dos nossos pontos fortes, principalmente com a participação feminina e da juventude”, comentou. O objetivo é aumentar o número de cadeiras do MDB na Câmara.

Por fim, o vereador fez um breve comentário sobre as ações realizadas ao longo deste mandato, com destaque para lei criada que permitiu parceria público-privada, da qual resultaram 42 projetos, entre os quais as reformas de paradas de ônibus e revitalização dos trevos de acesso ao município. O ginásio, outro andamento ligado ao vereador, está temporariamente parado em virtude da pandemia. Segundo Piti, “a empresa de Santa Catarina é pequena e não teria condições logísticas de oportunizar a segurança de todos os trabalhadores neste momento de crise na saúde, mas a verba está assegurada e o contrato feito. As obras terão andamento logo que as condições melhorarem”. “Estou bastante satisfeito com o que foi feito. Sempre aparecem novas demandas, mas como vivemos esse período de excepcionalidade precisamos respeitar”, concluiu.

Fonte: Rádio São Luiz