Região em bandeira vermelha no Distanciamento Controlado: o que deve ser observado

(Imagem: divulgação)

Se não houver inconsistência de dados e região for de fato incluída nesta classificação de risco, medidas passam a valer a partir de terça-feira (30/6)

As mudanças no modelo do Distanciamento Controlado anunciadas pelo governador Eduardo Leite na transmissão ao vivo da segunda-feira (22/6) foram publicadas no Diário Oficial do Estado no mesmo dia.

Decreto 55.323 traz as alterações em protocolos de operação da bandeira vermelha para missas e cultos; academias e clubes esportivos; serviços de higiene pessoal (cabeleireiro e barbearia); serviços de contabilidade e outros; e indústrias.

Além disso, permite que municípios com classificação vermelha possam adotar protocolos próprios para setores pré-determinados: administração pública, transporte coletivo urbano e bancos e lotéricas. (Veja o detalhamento das mudanças nos protocolos ao final deste texto).

Decreto 55.322 permite que municípios sob bandeira vermelha sem registro de hospitalização e óbito por Covid-19 de algum morador nos últimos 14 dias e que mantenham rigorosamente atualizados os seus registros nos sistemas oficiais poderão adotar, por meio de regulamento próprio, protocolos para as atividades previstas na bandeira laranja.

Leia mais: Segundo decreto do governo estadual, 15 municípios da Região Missioneira podem flexibilizar as restrições da bandeira vermelha

Atualizações neste link (AQUI)

Fonte: Governo do Estado RS