Patrulha Maria da Penha do 14º BPM divulga campanhas de enfrentamento a violência doméstica e familiar contra a mulher

(Foto: divulgação/BM)

Durante a pandemia da Covid-19 e todas as mudanças que o isolamento social provocou a violência doméstica contra as mulheres aumentou e as vítimas podem encontrar dificuldade de denunciar o agressor ou de buscar ajuda devido à mudança de rotina de muitos órgãos públicos. Com isso as campanhas, “Sinal vermelho” e “Máscara Roxa”, colocam as farmácias como agentes de apoio na comunicação contra a violência doméstica.

Campanha Máscara Roxa

Lançada pelo Comitê Gaúcho Impulsor Eles por Elas / He for She, ligado à ONU Mulheres; possibilita a denúncia, em farmácias que possuem o selo “Farmácia Amiga das Mulheres”. A iniciativa estará em operação durante o período de isolamento social devido a pandemia do coronavírus. Ao chegar na farmácia, a mulher deve pedir a “máscara roxa”, que é a senha para que o atendente saiba que se trata de um pedido de ajuda. Na sequência, o profissional vai informar que o produto está em falta e pegará alguns dados para avisá-la quando chegar; na verdade, os dados serão repassados para a Polícia Civil, que tomará as medidas necessárias.
Para saber mais e inscrever seu estabelecimento entre em contato. Telefone (WhatsApp): 051 991993641 ou E-mail: [email protected]

Participe e receba o selo de Farmácia Amiga das Mulheres!

Campanha Sinal Vermelho

Lançada pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ, Associação dos Magistrados Brasileiros – AMB e Conselho Federal de Farmácias, através da qual a vítima fará um pedido de ajuda, sinalizando um “X”, feito com batom vermelho (ou qualquer outro material) na palma da mão (ou pedaço de papel), senha identificada pelo atendente nas farmácias e drogarias participantes, para posterior acionamento da Brigada Militar.

Para a segurança de todos e sucesso das campanhas o sigilo e a discrição são muito importantes. A Brigada Militar conta com o a adesão das farmácias são-luizenses, tornando-se farmácias parceiras da mulher, para mais essa ação de proteção às vitimas de violência doméstica em nossa cidade.

Fonte: Assessoria de Imprensa do 14º BPM