Locais impróprios para abate de animais e mercados são fiscalizados em Bossoroca

(Imagem: Divulgação/BM)

Preocupados com a situação de prejuízo a saúde pública a Brigada Militar prestou apoio aos agentes responsáveis pela fiscalização, após receber diversas denúncias de carnes em estado de conservação indevido e abates clandestinos no município de Bossoroca. Na tarde de sexta-feira (10/7), após inspecionar três estabelecimentos que fornecem carnes à população, três pessoas foram encaminhadas à Delegacia de Polícia para serem autuadas por crimes contra a ordem tributária. Um dos estabelecimentos era um matadouro clandestino. No local foi encontrado um animal sendo abatido. As condições do local são inadequadas e anti-higiênicas, conforme as fotos. Foi apreendida uma grande quantidade de carne, pela vigilância sanitária e foram de imediato, inutilizadas.

Riscos para a saúde

Saber a procedência dos produtos que são consumidos evita danos à saúde, com a carne não é diferente. Além de intoxicações alimentares, consumir o alimento sem a verificação da origem e inspeção de qualidade, pode ser porta de entrada para doenças transmitidas dos animais aos homens, as chamadas zoonoses. Carnes não inspecionadas ou em más condições sanitárias podem estar contaminadas por bactérias ou toxinas que trazem consequências a saúde do consumidor.

Carnes obtidas a partir de abate clandestino, locais impróprios sem estrutura e higiene adequada, podendo, assim ser vetores das doenças transmitidas dos animais para os homens como a tuberculose e brucelose.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Brigada Militar