“A pior multa é o cidadão ignorar as orientações, levar o vírus para casa e perder um ente querido”, diz prefeito de Mato Queimado

(Foto: Divulgação)

Município vai adquirir kits para testar a maior parte da população

O prefeito de Mato Queimado, Orlando Thomas, falou nesta semana sobre os casos positivos de coronavírus no município. “Conseguimos segurar sem casos durante um bom tempo. Tínhamos testes rápidos em estoque e então resolvemos promover uma testagem no comércio e achamos uma pessoa”, disse ele. Depois deste primeiro caso, foram testados todos os 30 funcionários do centro administrativo e foram encontrados mais três casos. Na sexta-feira, durante testagem nos contatos familiares desses casos positivos, mais uma pessoa foi diagnosticada. Felizmente, explica Orlando, todos são assintomáticos e se recuperam bem.

Agora, para manter o controle da situação, o município deverá testar todas as pessoas envolvidas no comércio do município. Também serão adquiridos mais kits para testar a população enferma e, posteriormente, o objetivo é ter testes para toda a população. “Vamos tentar chegar a 100%, mas não será nos postos de saúde para não acumular. Vamos até a casa das pessoas”, explicou.

Além da testagem, Orlando comentou que o município tem feito higienização de todos os prédios públicos através de uma empresa de Cerro Largo. Também estão sendo distribuídas máscaras e álcool em gel e está ocorrendo uma intensa propaganda de rua orientando a comunidade.

A conscientização é, na visão do gestor, uma ferramenta fundamental para evitar o contágio. “Não vamos multar ninguém. A pior multa é o cidadão ignorar as orientações, levar o vírus para casa e perder um ente querido”, concluiu.

Fonte: Rádio São Luiz