Prefeito de Caibaté fala sobre decreto que limitou número de servidores na prefeitura e secretarias

(Foto: Divulgação/Prefeitura de Caibaté)

Município registrou apenas um caso de coronavírus até o momento

O prefeito de Caibaté, Amauri Pires da Silva, falou hoje (23/7) sobre novo decreto publicado na segunda-feira limitando a 50% o número de servidores trabalhando presencialmente na prefeitura e secretarias do município. Ele justificou que a medida foi tomada por precaução, após o surgimento de casos positivos de coronavírus em Mato Queimado.

“Pela proximidade decidimos ter esse cuidado para evitar uma contaminação geral e ter que fechar a prefeitura. Felizmente, lá foram todos casos assintomáticos. O prefeito Orlando fez ampla testagem e todos deram negativo”, comentou. A vigência do decreto deve seguir até 2 de agosto, mas a Secretaria de Obras, pela ampla demanda, já deve retornar na próxima segunda-feira.

Até o momento, Caibaté tem um caso de coronavírus confirmado, mas, segundo Amauri, trata-se de uma pessoa que, apesar de estar listada no município, reside em outra localidade. “Temos conseguido nos isolar do vírus. A nossa Secretaria de Saúde está fazendo um bom trabalho e a população está ajudando”. Apesar disso, o prefeito comentou que no último final de semana, “talvez pelo desgaste do tempo de isolamento”, alguns pontos de aglomerações foram registrados. Por isso, com apoio da Brigada Militar, os vigilantes da saúde vão intensificar a fiscalização, especialmente em bares, para evitar novas concentrações no fim de semana.

Amauri encerrou pedindo que a comunidade “aguarde mais uns dias”, pois acredita que a fase mais grave da pandemia está perto de terminar.

Fonte: Rádio São Luiz