Dinheiro recuperado após roubo na BR-392 está ligado à prática de câmbio ilegal

(Foto: Divulgação/BM)

Investigações preliminares apontam que a vítima teria sido enganada em uma falsa transição

O comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar, Major Eduardo dos Santos Brum, comentou nesta quarta-feira (26/8) a atuação policial realizada ontem após roubo ao condutor de um veículo próximo à entrada do Assunção do Ijuí, na BR 392. A ação resultou na apreensão de um dos criminosos, na morte do outro e na apreensão de R$ 156.192,00.

Brum destacou que equipes do Batalhão já estavam na região devido a Operação Hórus, que está sendo desenvolvida na faixa de fronteira. A rápida atuação e o trabalho de inteligência permitiram a localização e abordagem da dupla que fugia em um Fiat Pálio.

Leia mais: Criminosos trocam tiros com a Brigada Militar e um deles acaba morto

No trevo de São Pedro do Butiá, onde foi montado um bloqueio, um dos fugitivos efetuou disparos e atingiu uma viatura. Eles seguiram por uma estrada vicinal em direção a localidade de Taipão Fundo, perderam o controle do veículo e fugiram a pé. As equipes se dividiram, apreenderam o menor de idade (indivíduo de 17 anos) e com ele o montante em dinheiro e um simulacro de arma de fogo. O outro seguiu em direção a uma casa desocupada e com um revólver calibre 38 reagiu a tentativa de prisão. Ele acabou alvejado e morto. “O resultado não é o que a gente busca, mas infelizmente não temos opção quando o indivíduo faz a escolha de alvejar os policiais”, comentou Brum.

Sobre a procedência do dinheiro, o comandante do 14º BPM destacou que pertence a um morador de Porto Xavier. Conforme apontam as investigações preliminares, a vítima teria sido enganada em uma falsa transição de câmbio. O criminoso morto já tinha histórico de envolvimento com troca de moedas estrangeiras e em grandes volumes. Tanto o adolescente como o alvejado possuem extensa ficha criminal e são naturais de Cerro Largo.

Brum destacou que prática de câmbio irregular é comum na região e isso desperta a atenção de indivíduos que tentam subtrair os valores. “Diversas apreensões de grandes somas são feitas pelos órgãos de segurança pública. São valores transportados em veículos, repartições escondidas; é o chamado câmbio ilegal. Troca o real por dólar ou peso de forma não legalizada. Já tivemos dois ou três indivíduos que estavam transportando na região e foram vítimas de roubo”, concluiu o oficial.

Fonte: Rádio São Luiz