Engenheiros fiscais da prefeitura divulgam nota de esclarecimento sobre estrada de acesso à sede do Rincão de São Pedro

(Foto: Arquivo/Divulgação)

Documento é assinado pelos engenheiros civis João V. Venquiaruti e Marcus Vinicius do Prado  

A Administração Municipal de São Luiz Gonzaga, em virtude de algumas informações veiculadas, vem a público esclarecer sobre a obra de melhoria executada na estrada de ligação da BR-285 à sede do Rincão de São Pedro.

A melhoria em questão NÃO se trata de REVESTIMENTO e NUNCA foi divulgada pela Administração Municipal como sendo uma obra desse tipo. Em momento algum o projeto técnico desenvolvido se refere ou menciona o uso da expressão “asfalto ecológico”.

O que foi projetado e executado foi uma “estabilização química da base”visando melhorias nas condições de tráfego e – principalmente – um aumento do “índice de suporte” da via, exigência para absorver o trânsito pesado de caminhões que circulam pela via levando insumos e/ou transportando a produção agrícola produzida no distrito para os centros de consumo.

É importante ressaltar que a estabilização química da base de estradas é feita há muito tempo. Essa técnica, tradicionalmente, é efetuada utilizando como agente estabilizador o cimento Portland ou a cal hidratada, tanto pela disponibilidade desses materiais em todo o Brasil, como pelo baixo custo relativo.

A principal vantagem dessa tecnologia é utilizar o mesmo material disponível sobre o leito da estrada, sem importação de solos de melhor qualidade de jazidas, não mutilando a paisagem e o meio ambiente, dispensando a burocracia de um licenciamento ambiental da jazida e o transporte de centenas de toneladas de material até a pista.

A novidade implantada no projeto do Rincão de São Pedro foi a utilização de um produto estabilizante mais moderno, o Con-Aid, com resultados mais duradouros e adequados as normas ambientais, amplamente testado no continente africano e no Brasil. Por ser líquido, esse produto tem sua mistura e incorporação a massa de solo de maneira facilitada e rápida em relação aos demais.

Salientamos que esse produto químico é um surfactante, uma espécie de detergente. Por ser algo inovador, os serviços técnicos de execução foram rigidamente acompanhados em todas as etapas, tanto pelos engenheiros da empresa vencedora da licitação (a Carpenedo & Cia Ldta.), como pela Fiscalização da Prefeitura de São Luiz Gonzaga e pelos técnicos da empresa fornecedora do produto químico utilizado como estabilizante.

Decorrido três meses da liberação para trânsito na estrada em questão e após vistorias pelos três engenheiros da empresa contratada, pelos dois engenheiros fiscais da prefeitura e pelos técnicos da empresa do produto utilizado, observou-se que o objetivo projetado foi alcançado, pois:

  1. O aumento da capacidade de suporte da estrada (índice de suporte Califórnia) foi significativo, superando a expectativa de projeto;  
  2. Foi verificada a melhoria da pista de rodagem, que permanece sem buracos, deformações ou atoleiros, mesmo após as fortes chuvas que se abateram sobre a região;  
  3. Houve diminuição do nível de poeira na ordem de 30%;  

 

Como recomendações aos usuários da referida estrada, principalmente em dias de chuva intensa, é imprescindível que o limite de velocidade indicada para a via seja respeitado, pois a mesma pode tornar-se escorregadia em virtude do pavimento rejeitar a penetração da água em seu meioPara minimizar essa situação, todo o trecho foi “agulhado” com pedra brita, como recomenda a boa técnica e prudência.

Essa ação ocorre em virtude do produto utilizado transformar a massa de solo constituinte da base da estrada, de hidrófilo (que tem afinidade com a água) em hidrófobo (que repele a penetração da água), formando-se uma fina camada de lodo, de pouca espessura, nas laterais, fora do “trilho” de circulação dos veículos, ocasionando esse inconveniente por pouco tempo, até que a água escoe para as laterais e/ou drenos, voltando a pista de rolamento as suas condições normais de uso.

São Luiz Gonzaga, 27 de agosto de 2020

 

João V. Venquiaruti  

Engº Civil CREA 31.585 

 

 

Marcus Vinicius do Prado  

Engº Civil CREA 56.017