Rotaract Club lança campanha para arrecadar smartphones, tablets e notebooks usados para serem doados aos estudantes da rede estadual

(Imagens: Divulgação)

Grupo pretende ajudar os alunos que enfrentam dificuldades para acompanhar as aulas por não terem o equipamento

O Rotaract Club de São Luiz Gonzaga lançou uma campanha de arrecadação de smartphones, tablets e notebooks usados, mas em condições de uso, para serem doados para os estudantes da rede estadual de ensino. O projeto conta com a parceria da 32ª Coordenadoria Regional de Educação, que ficará com a responsabilidade de realizar a distribuição dos itens que forem arrecadados.

Conforme Mathias Ribas, ex-presidente do clube, a ideia da ação surgiu de um projeto no distrito rotaractiano da Polônia. Como ele já realizou intercâmbio no país, acessa com frequência as redes sociais locais e observou que lá houve um movimento com grandes empresas de tecnologia para beneficiar os estudantes que neste momento estão com aulas remotas e necessitam do aporte tecnológico.

Como nosso cenário também é de aulas remotas, mas de muitas dificuldades de equipamentos, a ideia foi trazida para cá com o nome de “Conectar o mundo para abrir portas”. “Conversamos com a professora Denise Figueiredo e ela levou a ideia para a coordenadora Mônica Pagliusi. O projeto foi muito bem recebido. Elas, inclusive, nos disseram que em uma das escolas aqui da cidade apenas cinco alunos têm o aparelho”, comentou Mathias.

A destinação pode ser feita com os próprios integrantes do Rotaract e por meio de contato nas redes sociais, especialmente Facebook e Instagram. Basta procurar por “Rotaract Club de São Luiz Gonzaga”.

Mathias destaca que toda doação é bem-vinda, mas que é necessário que os equipamentos estejam em condições de uso. “Eles vão passar por uma filtragem e serão reiniciados para serem entregues prontos para uso. Vamos ter ajuda de uma ex-rotaractiana que tem uma loja de celulares para pequenas manutenções, mas pedimos que os aparelhos estejam em condições, pois não temos como dar um grande suporte”, destacou. O jovem também pediu que se possível os aparelhos sejam doados com o carregador, pois o acessório muitas vezes é difícil de encontrar devido a mudança nos padrões de um aparelho para outro.

Por fim, Mathias destacou que a campanha está recém-nascendo e que não há previsão de entrega, mas que espera o apoio da comunidade. “Sempre esperamos o máximo dos nossos projetos, mas não sabemos a quantia que vamos receber e por isso ainda não temos data para entrega”, concluiu.

Fonte: Rádio São Luiz