Coopatrigo realiza seminário virtual de líderes

Ivo Batista, Clenio Pieniz e Nelson Hentz (Foto: Divulgação/Coopatrigo)

No encontro, foi apresentado o “balanço contábil” da Coopatrigo no primeiro semestre, onde foi atingido o faturamento bruto de R$ 642 milhões, com um resultado de R$ 25,7 milhões

Diante da situação provocada pela pandemia do Covid-19, que não permite a aglomeração de pessoas, a Coopatrigo teve que inovar para manter a prática de reunir periodicamente os seus “delegados” que representam os associados no Conselho Central de Representantes. Assim, na sexta-feira, dia 28 de agosto, ocorreu o 7° Seminário de Líderes de forma virtual.

Ao abrir o encontro, o presidente da Coopatrigo, Ivo Batista, agradeceu a disponibilidade dos “delegados” que juntamente com os Conselheiros, acompanharam a realização do Seminário. Cada grupo tinha no máximo seis pessoas na sua Unidade de trabalho.

“Queríamos estar reunidos presencialmente em mais um Seminário de Líderes e também realizando uma confraternização com a presença das esposas, como vínhamos fazendo nos últimos anos, mas a pandemia não permitiu”. Afirmou o presidente da cooperativa. O presidente do Conselho Central de Representantes, Clênio Pieniz, também falou na abertura agradecendo a participação dos seus companheiros de liderança dizendo que é importante todos estarem unidos em torno de sua cooperativa para que todos possam atravessar este momento de muita dificuldade provocada pela frustração da safra de soja e pandemia da Covid-19.

O seminário também teve participação especial do Sistema Ocergs/Secoop que, através do Gerente do Departamento Promoção Social, José Zigomar Vieira, que na oportunidade representou o presidente do Sistema Ocergs/Secoop-RS, Vergílio Perius, cumprimentou a Coopatrigo por estar enfrentando toda esta situação e não deixando de reunir os seus líderes para mantê-los informados sobre as atividades da cooperativa.

No encontro, foi apresentado o “balanço contábil” da Coopatrigo no primeiro semestre, onde foi atingido o faturamento bruto de R$ 642 milhões, com um resultado de R$ 25,7 milhões. Nas projeções para o segundo semestre, em virtude das frustrações de safra e pandemia da Covid-19, foi projetado um faturamento final próximo de R$ 1,2 bilhão, um pouco abaixo dos R$ 1,3 bilhão que haviam sido orçados no início do ano.

Em outro item da pauta, os líderes receberam maiores informações sobre o Projeto de Fidelização que vem sendo debatido na Coopatrigo e deverá ser implantado em 2021, classificando os associados conforme a sua participação na cooperativa. O presidente Ivo Batista também apresentou um relatório dos investimentos realizados a partir de 2013, quando reassumiu a presidência da Coopatrigo. Neste período, foram investidos R$ 140 milhões, principalmente no aumento da capacidade de armazenagem e na estruturação das Unidades, passando a cooperativa para uma capacidade armazenadora de 7.500.000 sacas de produtos. Neste mesmo período, a Coopatrigo distribuiu R$ 167 milhões em retorno para os associados e R$ 12 milhões para os funcionários.

“Precisamos nos orgulhar todos, associados e funcionários, pelo crescimento apresentado nestes últimos anos, transformando a Coopatrigo em uma das principais Cooperativas do Rio Grande do Sul”, afirmou Ivo Batista.

A liderança da Coopatrigo é composta pela Diretoria Executiva, Conselho de Administração, Conselho Fiscal e 55 “delegados” que representam as Regionais da cooperativa.

Por Roberto Marques – Assessor de Comunicação