Seapen divulga Plano de Retomada gradual e controlada das visitas no Sistema Prisional

(Foto: Divulgação)

O retorno das visitas presenciais estará autorizado, a partir do dia 16 de outubro

A Secretaria do Estado da Administração Penitenciária, em coordenação com a Secretaria Estadual da Saúde, divulga, na sexta-feira, o Plano de Retomada Gradual e Controlada das Visitas no Sistema Prisional nos estabelecimentos do Rio Grande do Sul, cuja implantação ocorrerá a partir do dia 16 de outubro.

Plano de Retomada foi construído pela SEAPEN e SUSEPE, em total consonância com o Modelo de Distanciamento Controlado formulado pelo Governo do Estado para o enfrentamento à COVID-19trazendo diretrizes e protocolos que evoluem de acordo com o sistema de bandeiras.

O retorno das visitas presenciais se dará nos estabelecimentos localizados nas regiões que permanecerem por, no mínimo, duas semanas consecutivas nas bandeiras laranja ou amarela, garantindo-se a cada pessoa presa uma visita mensal, sem prejuízo da continuidade das visitas virtuais, que já acontecem em 101 unidades, com observância de todos os protocolos sanitários descritos nas normativas da SEAPEN e da SES.

O modelo prevê a automática redução das restrições nele previstas de acordo com a evolução positiva dos indicadores relacionados à pandemia, com o acréscimo gradual do tempo de visita e definição dos critérios que viabilizarão o retorno das visitas íntimas.

A medida somente está sendo possível neste momento diante dos resultados positivos aferidos durante a execução do Plano de Contingência para Enfrentamento à COVID-19 no Sistema Prisional, bem como pela integração e cooperação com o Sistema de Justiça, especialmente através da atuação do Grupo Interinstitucional de Monitoramento das Ações de Prevenção e Mitigação dos efeitos do novo coronavírus, ação coordenada que viabilizou, dentre outras entregas, a disponibilização de EPIs e de equipamentos de tecnologia de informação, fundamentais para o programa de visitas virtuais, que permitiram, pelo menos em parte, a manutenção dos vínculos das pessoas presas com seus familiares.

O Secretário da Administração Penitenciária Cesar Faccioli destacou que a decisão de reabertura é tão importante e complexa quanto a de fechamento das unidades, frisando a necessidade de renovar o compromisso compartilhado com todos os operadores públicos do Sistema  de Justiça  e com a sociedade gaúcha, especialmente com as famílias das pessoas privadas de liberdade, de não abrir mão do pacto pela vida e pela saúde, manter a permanente vigilância e, desta forma, garantir que possamos fazer a travessia segura e rápida para um novo normal.

Fonte: Secretaria do Estado da Administração Penitenciária