Seguem as ações regionais na busca de recursos para a Ponte Internacional

(Imagem: Divulgação)

Prefeito Vilmar Kaiser representou a região em Brasília em audiências sobre a obra da Ponte Internacional

O presidente da Comissão Pró-Ponte – Porto Xavier/San Javier, prefeito de Porto Xavier, Vilmar Kaiser, esteve em Brasília, na semana passada, desenvolvendo ações para assegurar os recursos necessários para a obra da ponte. Na terça-feira (6/10), ocorreu a reunião da Bancada Gaúcha, por videoconferência, para a apresentação das propostas dos mais variados segmentos comunitários do estado. Enquanto o prefeito Vilmar Kaiser articulava apoios em Brasília, o Secretário de Turismo de Porto Xavier, professor Ovídio Kaiser, juntamente com o Presidente da AMM, prefeito Ademir Gonzatto, fizeram a apresentação da defesa e as justificativas da proposta de recursos para a obra da Ponte Internacional, diretamente da Sede da AMM em Cerro Largo.

O assunto terá desdobramentos e a decisão será adotada após uma análise de todos os pedidos, que ultrapassam em muito o valor disponível para distribuição, em torno de 250 milhões de reais. Existe o compromisso da Bancada Gaúcha e de seu coordenador, deputado Giovani Cherini, de seguir apoiando financeiramente o Projeto Missioneiro.

Segundo o senador Luis Carlos Heinze, que acompanhou as reuniões na Capital Federal, o projeto final da ponte entre Porto Xavier, no Rio Grande do Sul, com San Javier, no lado argentino, será́ concluído até o final de março do ano que vem.  “Recebi a notícia em reunião com o diretor-geral substituto do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Euclides Bandeira. A proposta inicial era de que o edital saísse ainda este ano, mas com a pandemia e as barreiras internacionais o processo atrasou”, ressaltou o senador.

A obra, que faz a ligação sobre o rio Uruguai, na BR-392, é muito aguardada na região, pelo impacto que terá́ na economia. O anteprojeto está em elaboração para execução de um edital para a contratação integrada. A ideia é que a obra fique pronta até́ o final de 2022.

O prefeito Vilmar também se reuniu com o relator do orçamento geral da união com o mesmo propósito. Do Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, ouviu a afirmação de que o início das obras será em 2021. No Itamaraty, tratou da dificuldade de ingresso de pessoal e material no lado argentino para a execução do projeto.

(Imagem: Divulgação/AMM)

Fonte: Assessoria de Comunicação da AMM