Eleições 2020: Ernani Fenner apresenta ações que pretende colocar em prática em Dezesseis de Novembro

(Foto: Kelvin Morais/Rádio São Luiz)

Candidato concorre ao lado de Giovani Guedes de Arruda. Ambos representam o MDB

Ernani Fenner (MDB) e Giovani Guedes de Arruda (MDB), candidatos a prefeito e vice, falaram hoje sobre seus projetos para o município de Dezesseis de Novembro. Ambos defendem que sua candidatura representa a verdadeira mudança e que está alicerçada “nos sonhos do povo”.

Um dos primeiros pontos defendidos por Ernani foi a importância de administrar junto com a câmara de vereadores. Ele informou que todo ano o legislativo devolve de R$ 150 a R$ 200 mil para o município e que o recurso é um dos que precisa ser bem investido.

O candidato disse que trabalhará em um programa habitacional, “pois a assistência social é um segmento esquecido”. “Através de ajuste no orçamento será possível fazer 35 casas para moradores de baixa renda”, afirmou.

Ernani criticou a situação atual e disse que o município está parado no tempo. Afirmou que é preciso investir na valorização dos professores; na merenda das escolas; no esporte e na cultura, com criação de um parque de rodeios, por exemplo.

Na área de saúde, falou que pretende disponibilizar o trabalho de dois médicos para que o atendimento funcione 24 horas. “Agora, no final do mandato, querem fazer, mas nós teremos nos quatro anos e durante sete dias da semana”, disse ele. Ainda sobre a saúde, falou da necessidade de transporte adequado para pacientes com comorbidades. Citou, como exemplo, a situação atual onde pessoas em tratamento para hemodiálise estariam viajando junto com outros pacientes. “Os carros vão cheios e o vírus circulando”, afirmou.

“Temos um plano de pé firme no chão, não é mirabolante, é de esperança. Queremos trabalhar com pessoas que acreditam no futuro de Dezesseis de Novembro”, destacou Ernani.

Ele defendeu incentivos para que o jovem permaneça na agricultura e também atuação deste público no comércio, através do programa jovem aprendiz.

Sobre a infraestrutura, disse que pretende promover reformas na praça, no calçamento das ruas e nas vilas, como Florida e Laranjal. Citou exemplo de São Pedro do Butiá que, segundo ele, em quatro anos fez 25 quadras de asfalto e calçamento. Comparou Dezesseis de Novembro com Porto Vera Cruz, que seria um município da mesma idade e estaria muito à frente de Dezesseis.

Por fim, disse que é necessária a criação de um setor de compras para evitar desperdício, “pois depois ocorre como hoje em que se responde na justiça”. Prometeu dar aumento digno ao servidor e dobrar o vale alimentação no primeiro ano.

Fonte: Rádio São Luiz