Região das Missões permanece na Bandeira Laranja no modelo de Distanciamento Controlado

(Imagem: Divulgação/Governo do Estado)

Levantamento foi divulgado pelo Governo do Estado ontem (16/10)

A Região Missioneira foi novamente classificada na cor laranja no modelo de Distanciamento Controlado do Governo do Estado. A classificação significa que a região tem risco epidemiológico médio. A mesma cor predominou em quase todo o Estado, a exceção foram as regiões de Cachoeira do Sul, Bagé e Palmeira das Missões, que estão em bandeira amarela (risco baixo).

Confira a nota técnica da Região das Missões

Nesta rodada do Distanciamento Controlado, as quatro regiões Covid obtiveram média final com avaliação de bandeira laranja: Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí e Santa Rosa.

Os registros de hospitalizações confirmadas para Covid-19 registradas nos últimos sete dias aumentaram 14%, passando de 64 para 73 na macrorregião (somando as quatro regiões Covid). Com relação a SRAG, enquanto há 7 dias atrás havia 49 internados, a quantidade de
pacientes reduziu para 42 no último dia. No caso de internados por Covid19 em leitos clínicos, o número de pacientes passou de 48 para 54, um aumento de 12,5%. Porém, houve redução de 25% no número de internados por Covid-19 em leitos de UTI, de 40 para 30 pacientes.

Somaram 10 óbitos registrados nos últimos 7 dias na macrorregião, ao passo que chegam a 557 casos ativos. São 1.954 os recuperados.
O indicador relacionado à capacidade de atendimento melhorou no comparativo entre as semanas, avançando para a bandeira laranja. O percentual de pacientes confirmados para Covid-19 em leitos de UTI, com relação aos leitos livres, diminuiu. Enquanto na semana passada havia 1,26 leitos de UTI livres para cada leito de UTI ocupado por paciente Covid-19, nesta semana o indicador passou para 1,70.

No comparativo do número de leitos livres de UTI no último dia para atender Covid-19 entre as duas quintas-feiras, verifica-se um aumento no número de leitos de UTI livres para atender Covid-19, passando de 48 para 51, fazendo com que o indicador tenha atingido bandeira amarela.

Portanto, com as variações nos números de internados e na velocidade do avanço da doença, os dois indicadores macrorregionais que mensuram número de pacientes internados em UTI (por SRAG e por Covid-19) obtiveram bandeira amarela. O indicador de internados em leitos clínicos (Covid-19), por sua vez, manteve-se na bandeira vermelha na macrorregião. Os indicadores de capacidade de atendimento e de mudança na capacidade de atendimento, mensuradas pela macrorregião, obtiveram bandeira laranja e amarela, respectivamente.

Fonte: Governo do Estado RS