Eleições 2020: Roland Schatz apresenta as propostas de governo para a comunidade de Garruchos

(Foto: Kelvin Morais/Rádio São Luiz)

Candidato concorre ao lado de Carlos Cardinal Oliveira

Roland Schatz (PDT) falou na terça-feira (20) sobre suas propostas de governo caso assuma a prefeitura de Garruchos. Ele iniciou apresentado seu histórico de quatro anos como vereador e quatro anos como vice-prefeito, e afirmou que a receptividade dos eleitores está sendo muito boa.

Na área da saúde, as proposições do político estão voltadas para aquisição de uma UTI Móvel. Ele justifica que o veículo é muito necessário por conta dos longos deslocamentos que são necessários para os centros de referência. Afirmou que vai manter o convênio com o Hospital de São Borja e também o de São Luiz Gonzaga. “Meus opositores comentam que quero acabar com o convênio com São Borja e isso não é verdade”, frisou. Roland também disse que vai retomar os atendimentos nos postos de saúde das comunidades.

Na área da agricultura, Roland disse que o primeiro passo será a criação do matadouro municipal. Ele também pretende descentralizar as patrulhas agrícolas e defende que o operador seja da própria comunidade.

Para fomentar o turismo, pretende realizar a revitalização do porto. O candidato disse que o local hoje está “atirado” e que para deixar em boas condições basta apenas a melhora no zelo. “O porto precisa de limpeza e manutenção, não é necessário grande investimento”, afirmou.

Ele defende o tempo integral nas escolas e que é necessário lutar para que nenhuma feche as portas. “Queremos meio turno com aula e o outro com alguma oficia, como uma escola de música”, exemplificou. Ele também disse que pretende investir no transporte escolar para oportunizar o ensino técnico e superior, qualificando o jovem e permitindo que ele fique e trabalhe no município.

Roland acrescentou que está confiante na vitória, pois tem percebido que várias pessoas ligadas ao Progressistas (contra quem concorre) estão declarando voto em sua candidatura. “Vamos governar para todos, temos que valorizar os cidadãos. Todos eles são nossos patrões. O dinheiro público não tem dono”, comentou.

Disse, por fim, que vai buscar recurso para investimentos e manutenção das estradas, pois o produtor precisa de mais atenção. “Vamos buscar recursos, pois se depender só da arrecadação própria não sobra para investimento. Não podemos ser uma administração só para gerir a folha de pagamento. Nosso interesse é ir à busca de recurso e meu vice, uma pessoa idônea, com vasto conhecimento na esfera estadual e federal, vai contribuir muito nesse processo”, concluiu.

Fonte: Rádio São Luiz