RGE investe R$ 4,9 milhões na modernização da Subestação São Luiz Gonzaga

Imagem ilustrativa

Reforços e melhorias tecnológicas criam novas possibilidades de fornecimento, beneficiando mais de 34 mil clientes

A RGE finalizou as obras de modernização da Subestação São Luiz Gonzaga. Foram investidos R$ 4,9 milhões na construção de três módulos de entrada de linha de 69 kV, sistemas de proteção e controle e uma nova sala de comando.

A implantação dos novos módulos de conexão de linha aumenta a possibilidade de se fazer manobras de carga, ou seja, de fazer com que a energia chegue aos clientes por outros caminhos quando uma das linhas apresentar qualquer problema ou mesmo quando houver a necessidade de desligamento programado para manutenção. A partir de agora, as manobras poderão ser feitas de forma remota e mais rápida, através do Centro de Operações Integrado da RGE, em São Leopoldo.

Esse investimento na SE São Luiz Gonzaga representa um acréscimo significativo na confiabilidade do atendimento aos clientes. “Os novos módulos de conexão de linha também possibilitam uma maior interligação entre as subestações que atendem a região e, em caso de qualquer desligamento, permitirão que a energia seja restabelecida em menos tempo. Sem dúvida é uma obra significativa para a região”, destaca o Consultor de Negócios da RGE, Rafael Luis Lugoch.

Os módulos de conexão de linha são um conjunto de equipamentos, como chaves seccionadoras, disjuntores e para-raios, que viabilizam a execução de manobras remotas e a automatização do sistema. “É esse conjunto de equipamentos que irá operar os circuitos em separado, fazendo com que, por exemplo, os clientes abastecidos por uma determinada linha tenham energia elétrica normalmente ainda que um dos circuitos tenha que ser desligado por qualquer motivo”, destaca o Gerente de Engenharia da RGE, Roberto Pressi.

A obra faz parte do Plano de Investimentos da RGE e vai beneficiar, além de São Luiz Gonzaga, clientes de São Miguel das Missões e Vitória das Missões, aprimorando as condições de operação do sistema elétrico para 34,5 mil clientes da região.

Fonte: Assessoria de Imprensa RGE