Eleições 2020: Ernani e Giovani divulgam projetos para a comunidade de Dezesseis de Novembro

(Foto: Arquivo/Rádio São Luiz)

Candidato pretende economizar cerca de R$ 1,5 milhão por ano

O candidato a prefeito Ernani Fenner (MDB), juntamente com seu candidato a vice, Giovani Guedes de Arruda (MDB), participaram nesta terça-feira (3) da segunda rodada de entrevistas com os postulantes ao cargo de Dezesseis de Novembro.

Ernani iniciou explicando como pretende economizar recursos para realizar obras na praça, pavimentações de calçamento e asfalto. Disse que o município tem um orçamento de quase R$ 17 milhões e que deste valor pretende economizar, para as obras, R$ 1,5 milhão por ano. A economia viria, segundo ele, de contenção nas secretarias, com exceção das que cuidam da saúde e educação.

Ele também comentou que pretende colocar uma pessoa no setor de compras “para não errar” e que parte do recurso para essas obras também viria do repasse da Câmara de Vereadores. O candidato falou em reduzir os cargos de confiança e criticou a atual gestão dizendo que ela “responde por superfaturamento”.

Segundo o candidato, seu secretariado ainda não está escolhido e ele o fará conjuntamente com partido e lideranças da comunidade. Afirmou que sua gestão vai dar oportunidade para os jovens e que “fará a administração com o povo”.

Ernani afirmou que dividirá o atual valor de R$ 36 mil pagos para a médica do município para que a comunidade possa ter dois médicos, com um deles atendendo de plantão à noite.

Sobre o acirramento da campanha, disse que recentemente cerca de 30 pessoas de comunidades do interior tiveram a cobrança da conta d’água feita judicialmente “e que os opositores estariam culpando o seu partido, que está fora do poder há oito anos”.

Concluiu dizendo que pretende realizar habitações populares e que quando viajar à Brasília, diferentemente do atual gestor, que não abre espaço para os vereadores, vai levar os edis para pleitearem emendas parlamentares.

Fonte: Rádio São Luiz