Coopatrigo e Basf ajudam o HSLG a adquirir mais um equipamento para o enfrentamento da Covid-19

(Foto: Divulgação)

A diretoria da Coopatrigo foi procurada – na semana passada – pela Interventora do Hospital de Caridade de São Luiz Gonzaga, Iria Diedrich, pelo Diretor Técnico José Renato Grisolia e Enfermeira Tanara Goulart, onde estes relataram a necessidade que a casa de saúde possui em adquirir  um equipamento para auxiliar no tratamento de pessoas internadas com deficiência respiratória, especialmente o Covid-19.

Segundo o Dr. José Renato Grisolia, que coordena o comitê de combate ao Covid-19, este equipamento faz terapia de alto fluxo e vai contribuir muito para o tratamento das pessoas que são internadas no hospital com esta doença. O Hospital, no entanto, não possui recursos para a aquisição e seu custo é de R$ 40.000,00.

Ainda segundo o médico, este equipamento proporcionará ao paciente suporte ventilatório através de uma cânula nasal, ofertando fluxos que podem variar tanto para pacientes adultos, como para pacientes infantis.

Sensibilizado com a situação do Hospital de Caridade de São Luiz Gonzaga e principalmente com esta situação provocada pela pandemia, o presidente da Coopatrigo entrou em contato com a Basf, que é uma multinacional parceira da Coopatrigo, a qual concordou com a utilização de parte dos recursos que possui na cooperativa para o desenvolvimento de suas ações para que a Coopatrigo pudesse fazer mais esta contribuição ao Hospital de Caridade de São Luiz Gonzaga.

“A nossa existência como cooperativa está baseada nos princípios de ajuda mútua e solidariedade, e o Hospital, por ser regional, atende vários municípios da nossa abrangência e, por isso, sempre que podemos estamos contribuindo com essa casa de saúde”, afirmou o presidente Ivo Batista.

O presidente Ivo Batista relatou aos presentes no encontro que a Coopatrigo desde o início da pandemia vem adotando todos os protocolos de segurança indicados pelas autoridades de saúde para conseguir se manter em funcionamento em todas as suas atividades e, até o momento, com mais de 6 meses de pandemia, poucos casos foram registrados no quadro de colaboradores da cooperativa.

Com a confirmação da contribuição da Coopatrigo e Basf, o Hospital imediatamente providenciou a aquisição deste equipamento de terapia de alto fluxo, o qual deverá ser entregue em um prazo estimado de 15 dias.

Por Roberto Marques

Fonte: Assessor de Comunicação da Coopatrigo