4º RCB completa 283 anos de existência nesta segunda-feira (30)

(Divulgação/4ºRCB)

Regimento está instalado em São Luiz Gonzaga desde 1905 e foi, ao longo dos anos, um dos vetores do desenvolvimento local

O 4º Regimento de Cavalaria Blindado, “Regimento Dragões do Rio Grande”, completa nesta segunda-feira, 30 de novembro, 283 anos de existência. O comandante da unidade, coronel Rodrigo de Carvalho Bernardo, em entrevista para a São Luiz, falou sobre a passagem da data festiva.

O oficial destacou que a organização militar surgiu em 1737 onde hoje se localiza o município de Rio Grande, migrando sua sede ao longo dos anos e ocupando praticamente todos os rincões do Estado. No histórico do Regimento estão participações na Revolução Farroupilha, Guerra da Tríplice Aliança, Revolução Federalista, entre muitos outros eventos históricos que contribuíram, inclusive, para demarcar os atuais contornos geográficos do Rio Grande do Sul. A chegada do Regimento em São Luiz Gonzaga ocorreu em 1905.

Atualmente, além da sede, o 4º RCB atende outros 16 municípios da região. Nestes locais, a unidade apoia prefeituras em datas cívicas, recebe jovens cidadãos para o Serviço Militar e realiza, eventualmente, operações de garantia da lei e da ordem. “Temos uma parceria muito grande com os municípios da Associação dos Municípios das Missões”, reforçou o coronel.

O comandante está fechando seu segundo ano à frente da unidade e afirma “ser um privilégio e uma oportunidade ímpar para qualquer ser humano comandar uma organização como essa”. Ele destacou o valoroso trabalho da equipe, dos oficiais aos soldados, enfatizando que todos desenvolvem trabalho diuturno para atender as demandas da instituição e dos municípios.

Sobre o ano atípico, o coronel Bernardo disse que “esse é o desafio da nossa geração”. O oficial lembrou que o Regimento perdeu inativos e pensionistas, citando como exemplo o ex-presidente da Confraria Dragões do Rio Grande, Antão Fernando Canabarro.

Com a pandemia, a rotina na unidade foi mantida, mas com ampliação das medidas de profilaxia e intenso cuidado com a higidez física. “Temos postos de triagem, aumentamos os espaçamentos internos, abrimos mais janelas, as formaturas ocorrem com dispositivos mais abertos e o horário de almoço foi escalonado”, explicou. Hoje, por exemplo, a formatura de aniversário ocorre apenas com público interno.

Bernardo comentou também que a Passagem de Comando, marcada para 21 de janeiro de 2021, pode ser uma cerimônia de gabinete e sem circulação de público, caso a situação sanitária se mantenha no atual cenário. Assumirá o comando do Regimento o tenente-coronel Leonardo Faulhaber Martins, o qual já serviu na unidade em outra ocasião. O coronel Bernardo, por sua vez, será transferido para Brasília.

Fonte: Rádio São Luiz