Luis Fernando Cavalheiro Pires defende que microrregião de São Luiz Gonzaga precisa ter representante local na Assembleia Legislativa e no Congresso Nacional

(Kelvin Morais/Rádio São Luiz)

O assessor da presidência da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Luis Fernando Cavalheiro Pires, defende que a microrregião de São Luiz Gonzaga precisa ter um representante local na Assembleia Legislativa e/ou no Congresso Nacional. Ele lembrou que faz mais de 30 anos que isso não ocorre e destacou a importância de ter um nome que conheça as demandas locais.

Questionado se estaria se preparando para futuramente lançar a candidatura, o jovem comentou que de fato tem o propósito de “quem sabe um dia representar a região”. Ele explicou que existem articulações neste sentido e que tem conversado com o prefeito e lideranças locais, mas acrescentou que o mais importante é criar o sentimento e o engajamento em torno de um nome.  Sem isso, poderia ocorrer fato semelhante com o que houve na eleição passada, quando havia uma pessoa interessada, mas que desistiu por falta desse envolvimento.

Luis adiantou que suas bandeiras estão voltadas ao empreendedorismo, emprego e renda e ao agronegócio, principal vetor da economia local.

Por hora, enquanto essa pauta ainda está no campo da especulação, ele segue envolvido no acompanhamento de votações importantes como o pacote de ICMS na Assembleia Gaúcha, Projeto de Lei (PL) 260, o qual prevê alinhamento com a Lei Geral dos Defensivos Agrícolas e a tramitação do PL sobre compra de terras por estrangeiros, todas as pautas ligadas ao seu trabalho na Farsul e que afetam diretamente o homem do campo.

Fonte: Rádio São Luiz