Resultado líquido da Coopatrigo em 2020 ficará em torno de R$ 40 milhões

Central de Recebimento – Aquisição e reforma da antiga CESA foi um dos maiores investimentos da Coopatrigo na sua história e se concretizou em 2020

Do resultado líquido obtido, a Coopatrigo está destinando 50%, ou seja, R$20 milhões, para o “retorno” aos associados e participação nos resultados dos colaboradores

O presidente da Coopatrigo, Ivo Batista, anunciou nesta semana que o resultado líquido da cooperariva no ano de 2020 deverá ficar em torno de R$ 40 milhões, em um percentual de 3% do faturamento bruto que foi de R$ 1.372.000.000,00 fechado no dia 31 de dezembro.

“Em um ano extremamente difícil, com frustrações nas safras de soja e trigo, valores das comodities subindo como nunca se viu na história, dólar supervalorizado e mais a pandemia do covid-19, que abalou a economia mundial, ter um resultado líquido de R$ 40 milhões é muito bom”, disse Ivo Batista.

Do resultado líquido obtido, a Coopatrigo está destinando 50%, ou seja, R$20 milhões, para o “retorno” aos associados e participação nos resultados dos colaboradores, continuando com o propósito implantado a partir de 2013 de divisão dos resultados.

Os associados já estão com a sua parte à disposição desde o dia 31 de dezembro, recebendo por saca de produção entregue na cooperativa, sendo que foi destinado R$ 1,00 para o milho, R$ 1,10 para o trigo, R$ 1,00 para a canola, R$ 2,00 para o arroz e R$ 2,10 para a soja. O “retorno” dos associados na Coopatrigo ainda terá a possibilidade de resgate de 50% do valor que cada um tem direito em espécie, ou seja, pegar este percentual em dinheiro não necessitando gastar todo o valor dentro da cooperativa como ocorria em anos anteriores. “Com esta alteração estamos atendendo uma solicitação não somente dos associados, mas também das Associações Comerciais e prefeitos dos municípios em que atuamos que desejavam ver parte destes recursos circulando nas suas economias”, afirmou o presidente da Coopatrigo.

Ivo Batista – Presidente da Coopatrigo – anunciou com satisfação o resultado conseguido pela Coopatrigo em 2020

Ivo Batista ainda explicou sobre o valor do “retorno” da soja que foi menor do que o do ano passado. Segundo ele, isto se deve a uma estratégia adotada na última safra, onde a Coopatrigo acompanhou os preços da Cotripal, cooperativa que está mais na região central do estado, que comparados a preços praticados por cooperativas mais próximas, na safra passada sempre esteve de R$ 2,00 a R$ 3,00 mais altos e agora, por exemplo, a Coopatrigo está praticando preços R$ 6,00 acima destas cooperativas. “Foi uma maneira encontrada para dar mais competitividade aos nossos associados em uma safra frustrada em que a procura por grãos era muito grande e desta forma a concorrência não conseguiu ofertar preços maiores que os praticados pela Coopatrigo”, justificou Ivo Batista, acrescentando que essa estratégia deve continuar ocorrendo na Coopatrigo, valorizando o cooperado.

Por fim, o presidente disse que este desempenho é resultado do trabalho conjunto da direção, conselhos, colaboradores e associados que colocou a cooperativa em uma estabilidade econômica e financeira sólida, que permite investimentos na estrutura de atendimento às necessidades dos associados e destinação de sobras vultuosas a cada encerramento de exercício. Segundo Ivo Batista, somente nestes dois últimos mandatos como presidente de 2013 a 2020 já foram distribuídos R$ 187 milhões em “retorno” e investidos R$ 148 milhões na infraestrutura da Coopatrigo.

“O trabalho que vem sendo realizado na Coopatrigo precisa ter prosseguimento, pois atende aos anseios dos associados, mantendo um crescimento constante e, em 2020, mesmo com todas as dificuldades, aumentamos o nosso faturamento bruto conseguindo um resultado liquido de R$ 40 milhões, o que tem que ser comemorado”, finalizou Ivo Batista.

Por Roberto Marques – Assessor de Comunicação da Coopatrigo