Rose Grings explica por que construção da sede própria da Câmara de Vereadores voltou à pauta

Vereadora explicou que o assunto não visa o imediatismo, mas um estudo aprofundado da relação custo/benefício

A vereadora Rose Grings, do Progressistas, falou hoje, 25, sobre os principais pontos abordados nos encontros recentes da Comissão de Infraestrutura de São Luiz Gonzaga, a qual ela preside. Uma das pautas é a construção da sede própria da Câmara de Vereadores, assunto recorrente nos últimos anos, mas que não avança de forma efetiva.

Atualmente a sede do Legislativo são-luizense está instalada em local alugado que possui um elevado custo. “São tantos assuntos que envolvem a infraestrutura e uma das questões é pensar na economia. Se avaliar todo contexto se vê essa necessidade. Não é algo imediato, mas algo para se pensar e concretizar”, destacou.

A Câmara de Vereadores possui um terreno há quase 10 anos, ou seja, há o local para construir um novo prédio. “É o início de um diálogo. Não significa que é para esse ano, mas sabemos que é necessário. Estamos buscando informações, queremos saber por que ainda não se concretizou e depois tomar as decisões. Queremos mostrar uma planilha dos custos e benefícios para a comunidade”, explicou Rose.

A pauta desperta interesse nos 13 vereadores e deve seguir sendo discutida nos próximos encontros. A prioridade é reunir documentação para compreender os motivos que travaram os andamentos anteriores e o custo/benefício que teria a eventual construção.

Fonte: Rádio São Luiz