Homem que está foragido por tráfico de drogas foi posto em liberdade recentemente, revela delegado Heleno

(Reprodução/PC)

Companheira do acusado, uma jovem de 26 anos, foi presa ontem, 27, em casa, onde foram encontradas as drogas

O delegado Heleno dos Santos, titular da Draco de São Luiz Gonzaga, falou hoje, 28, sobre a prisão por tráfico de drogas de uma jovem de 26 anos ocorrida ontem, 27, no Bairro Duque de Caxias, em São Luiz Gonzaga. Ele explicou que ela é companheira de um rapaz que já havia sido preso no ano passado por tráfico de drogas, mas que recentemente foi posto em liberdade e voltou a traficar.

As investigações mostraram que ele abastecia vários pontos da região e ontem, após a Inteligência descobrir que ele estava voltando de Santo Antônio das Missões, a Polícia Civil, com apoio da Brigada Militar, tentou realizar a abordagem, mas ele fugiu em direção a Bossoroca e abandonou o carro na Esquina Ivaí. Os policiais realizaram buscas na mata, mas não encontraram e ele é considerado foragido.

Diante do ocorrido, as equipes se dirigiram até à residência dele, no Bairro Duque de Caxias, fizeram buscas e encontraram as drogas. A companheira dele, que estava na casa, acabou presa. O veículo da fuga e mais uma motocicleta foram apreendidos.

Leia mais: Polícia Civil e Brigada Militar prendem traficante em São Luiz Gonzaga

Heleno frisou que não está descartado o envolvimento de mais pessoas e a possibilidade de novas prisões. O policial ainda comentou que as formas de acesso das drogas são variadas, que o objetivo é sempre chegar à fonte, e que são muitas as rotas de entrada, especialmente pela fronteira com a Argentina.

O delegado reforçou a importância de combater o tráfico para evitar que isso “descambe” para outros crimes, pois as estatísticas de aumento de furtos e roubos está diretamente relacionada com o aumento da traficância. Heleno enfatizou, no entanto, que nossa região possui os índices mais baixos de criminalidade justamente por essa atuação constante e o trabalho integrado entre a Polícia Civil e a Brigada Militar.

Heleno falou também sobre o consumidor de droga, destacando que este é o principal financiador e que ele está em todas as classes sociais. Por fim, comentou que a Draco, em pouco mais de um ano, prendeu mais de 200 pessoas e já recuperou mais de R$ 5 milhões em apreensões.

Fonte: Rádio São Luiz