Com projeção de uma grande safra para ser transportada, situação da ponte sobre o Rio Piratini preocupa caminhoneiros

Local está com limite de 24 toneladas desde 2019. (Imagem: Reprodução/Google Maps)

A situação da ponte sobre o Rio Piratini, na ERS 168, entre São Luiz Gonzaga e Bossoroca, preocupa transportadores da região, especialmente com a aproximação do período de safra, que é quando o fluxo de caminhões aumenta consideravelmente. Em 2019, quando foram constatados problemas na estrutura, o Daer instalou uma placa indicando o limite de até 24 toneladas, mas nada foi providenciado para solucionar o problema.

A vereadora Nara Mendes, que é esposa de caminhoneiro, comentou hoje, 19, que a situação causa angústia naqueles que precisam passar pelo trecho. Ela informou que fez uma pesquisa na Câmara de Vereadores de São Luiz Gonzaga e que há uma solicitação de providências para o Daer, o qual “pediu 45 dias para dar uma resposta, só que isso já vai fazer um ano”.

Diante da dificuldade de ter até mesmo um retorno sobre o assunto, a parlamentar disse que entrou em contato com a deputada estadual Patrícia Alba (MDB) para buscar soluções. Nara comentou que na semana passada o assessor de gabinete de Patrícia entrou em contato para informar que “providencias estão sendo tomadas”.

Enquanto isso, a vereadora disse que tem mantido contato com caminhoneiros e representantes da categoria para encontrar uma forma de pressionar o governo para a solução do problema.

Fonte: Rádio São Luiz