Brigada Militar encerra festa clandestina no interior de Porto Xavier

(Ilustrativa/Divulgação)

O 14º Batalhão de Polícia Militar divulgou na manhã desta segunda-feira, 22, as ocorrências atendidas desde sexta-feira. Confira:

Prisão de foragido
Sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021
Durante patrulhamento foi abordada acusada, a qual usava uma tornozeleira eletrônica. Consultado no sistema constava foragida da Susepe desde 04/02/2021. Foi conduzida à Delegacia de Polícia e posterior à Penitenciária Estadual de São Luiz Gonzaga.

Lesão corporal
Sábado, 20 de fevereiro de 2021
Brigada Militar foi solicitada pela vítima, o qual apresentava lesão leve no pé esquerdo e braço esquerdo. O mesmo relatou que o autor da lesão corporal não se encontrava mais no local, que na data (20/2) foi cobrar uma dívida de R$170,00, e a parte devedora não gostou do fato e começou a ofender a vítima dizendo que era “um desaforo ir lhe cobrar”, em seguida a vítima saiu em sua motocicleta – carona em sua garupa – quando o acusado saiu em seu veículo Vectra, de cor verde, e jogou o veículo por cima da motocicleta fazendo ambos caírem. Em seguida, autor pegou um facão e agrediu a vítima resultando lesionado, também resultou em danos na motocicleta.. Confeccionado auto de constatação de dano da motocicleta.

Desobediência
Domingo, 21 fevereiro de 2021
A guarnição de serviço foi informada via 190 referente a uma festa que estava sendo realizada no interior do município de Porto Xavier. Constatado a veracidade do fato, onde havia várias pessoas sem máscaras – descumprindo o decreto nº 55.764 de 20/02/2021. Sendo todos identificados, o autor foi orientado a encerrar o evento ficando cientificado de comparecer ao Jecrim. Ainda no momento da abordagem várias pessoas saíram em veículos do local não sendo possível realizar a abordagem.

Permitir a direção de veículo automotor a pessoa não habilitada
Segunda-feira, 22 fevereiro de 2021
Em patrulhamento foi abordado o veículo I/Citroen C4 Pallas de cor prata, conduzido por uma mulher a qual não possui habilitação. O veículo não constava em seu nome e o proprietário não compareceu no local. O veículo foi autuado e liberado a outro condutor devidamente habilitado. A condutora não gerava perigo de dano.

Dirigir gerando perigo de dano
Segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021
A guarnição realizava patrulhamento pela Vila Marcos, quando próximo a Escola Polivalente, um veículo Santana, de cor vermelha, ao avistar a viatura empreendeu fuga, realizando manobras perigosas, sendo abordado, constatado que estava sendo conduzido por um menor de idade, e junto com o mesmo mais quatro indivíduos. Os pais dos adolescentes compareceram ao local e conduziram os mesmos. O menor foi conduzido à Delegacia por dirigir sem ser habilitado gerando perigo de dano onde foi realizado o registro.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Brigada Militar