Comandante do 2º Pelotão de Bombeiros Militar divulga comunicado sobre atendimento ao jovem vítima de ataque de abelhas

(Divulgação)

O comandante do 2º Pelotão de Bombeiros Militar, tenente Vandré Reolon, divulgou comunicado hoje, 25, após manifestação nas redes sociais de familiares do jovem que morreu vitimado por um ataque de abelhas no último sábado.

Vandré iniciou manifestando o sentimento de pesar pela trágica perda e disse que o esclarecimento se fez necessário pela transparência que a corporação tem com a comunidade.

“Sábado, 20 de fevereiro, a partir das 10h16min iniciou a operação dos Bombeiros. Eram duas vítimas que foram atacadas enquanto manuseavam gado na propriedade. Uma das vítimas (o sobrevivente) conseguiu chamar socorro somente 15 minutos após o ataque. Ele conseguiu contatar seu irmão que conseguiu localizar e, por conseguinte, acionou os Bombeiros, que imediatamente deslocou com proteção e equipamento adequado. Um dos bombeiros mora na região e facilitou o acesso.

Fomos recepcionados pelas abelhas aproximadamente mil metros do local e se constatou o ataque a duas vítimas. Paulo Gediel  estava flutuando em um córrego já sem sinais vitais, tomado de abelha, não apresentava respiração, nem pulso, nem batimentos cardíacos; apresentava midríase, que é a dilatação da pupila, isto é, não tinha oxigenação no cérebro. Mais um fator foi a rigidez cadavérica. Diante de todos os fatores que comprovavam a perda daquela vida resolvemos dar procedimento pericial que é através da Polícia Civil.

Com uma vida ainda correndo risco, com vários ferrões e em estado de choque, a vítima foi socorrida e no hospital recebeu várias doses de adrenalina para evitar que também tivesse um final trágico.

Viemos divulgar esclarecimento porque investimos em equipamentos, estamos sempre bem equipados e no ano que transcorreu investimos aproximadamente R$ 1 milhão em equipamentos. Estamos à disposição no Corpo de Bombeiros para dirimir quaisquer dúvidas”, disse o comandante.

Fonte: 2º Pelotão de Bombeiros Militar