Vice-prefeito Piti Werle detalha o plano piloto que pretende implantar lâmpadas LED na iluminação pública de São Luiz Gonzaga

(Arquivo pessoal/Divulgação)

Além de representar melhora na iluminação, relação entre custo e benefício aponta excelentes resultados

São Luiz Gonzaga deve colocar em prática ainda no primeiro semestre deste ano o plano piloto de substituição de 204 pontos da rede de iluminação pública do município por lâmpadas LED. Conforme o vice-prefeito Piti Werle, as ruas contempladas serão a João Goulart, São João e Antônio Gomes Pinheiro Machado, da ligação na BR -285 até a Avenida Senador Pinheiro Machado.  A própria avenida também está incluída no plano, no trecho entre o entroncamento com a Antônio Gomes P. Machado até a João Goulart.

Além deste plano piloto, que será executado com recursos do município, São Luiz Gonzaga deve se habilitar em uma chamada pública da RGE – no mês de março – para implantação de outros 1.500 pontos em ruas importantes – direção centro aos bairros (conforme anexo). O recurso para estas lâmpadas sairá do próprio valor que já é pago pelo contribuinte.

“A gente estima que 20% da iluminação pública já seja em LED após essas duas etapas”, explicou o vice-prefeito. Piti argumenta que o processo representa uma grande economia para o município e exemplificou citando que em dois meses a secretária de Obras precisou trocar cerca de 600 lâmpadas convencionais. “Se multiplicarmos o número mensal por 12 vamos trocar 3.600 luminárias a cada ano. A cada três anos trocamos toda a iluminação; estamos enxugando gelo. Por mais eficiência que nos servidores tenham vamos ficar andando para trás com esse sistema”, destacou.

Com foco na eficiência energética, o gestor comentou que o município também pretende ter nos prédios públicos a geração de energia fotovoltaica, mas ressalta que primeiro será feito um amplo estudo do caso. “Estamos conversando com técnicos e empresas. Vimos municípios com pequenas usinas no chão e outros com unidades isoladas nos próprios prédios, então existe a dúvida sobre qual é mais eficiente, mais barato e dá menor manutenção. Contratamos um engenheiro para fazer os dois projetos. O caminho é a eficiência energética, mas com tantas ofertas precisamos de um bom plano”, concluiu.

Mapa das ruas:

(acesse aqui)

Fonte: Rádio São Luiz